Alex Gallardo / AP
Alex Gallardo / AP

Após exames médicos, Lakers confirma que lesão de LeBron James não é grave

Astro da NBA deixou a partida contra o Warriors com dores na virilha esquerda

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de dezembro de 2018 | 18h44

Foi somente um susto. Pouco menos de 24 horas depois de deixar a partida contra o Golden State Warriors, em Oakland, na última terça-feira, na tradicional rodada de Natal da NBA, com dores na virilha esquerda, o astro LeBron James não vai desfalcar o Los Angeles Lakers por muito tempo. Nesta quarta, a franquia da Califórnia informou que o ala não sofreu uma lesão grave, mas não definiu quando voltará às quadras.

De acordo com os médicos do Lakers, LeBron James foi submetido a uma ressonância magnética nesta quarta-feira, em Los Angeles, e os resultados foram negativos. O ala será avaliado diariamente pela franquia e, por isso, o período de ausência é indefinido. "O bom é que o músculo está intacto", escreveu o astro da NBA em suas redes sociais.

O que é certo é que LeBron James não viajará com o time até Sacramento para a partida desta quinta-feira contra o Kings. Assim, ele vai perder uma longa sequência de 156 jogos consecutivos na NBA - não perde um compromisso oficial desde o dia 12 de abril de 2017, ainda pelo Cleveland Cavaliers.

LeBron James sentiu a lesão na virilha esquerda após escorregar em lance no início do terceiro quarto e precisou ser retirado de quadra. Mesmo sem o astro, o Lakers conseguiu vencer por 127 a 101, surpreendendo a todos e vencendo Stephen Curry, Kevin Durant e companhia.

"Nunca me preocupo muito com lesões", disse, após a partida, LeBron James, que tinha um dispositivo de estimulação eletrônica preso ao seu quadril antes que ele e o Lakers voassem de volta a Los Angeles na noite de terça-feira. "Eu consegui caminhar sozinho. Senti um estalo e tentei ver se poderia esticá-lo algumas vezes e ver se iria aliviar, mas isso não aconteceu", relatou.

Atualmente, o Lakers ocupa a quarta colocação da Conferência Oeste da NBA, com 20 vitórias e 14 derrotas. Depois de encarar o Sacramento Kings, fora de casa, nesta quinta-feira, o time faz o clássico de Los Angeles contra o Clippers, na sexta.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.