AFP
AFP

Após prorrogações, Raptors vencem Celtics e forçam 7º jogo nos playoffs da NBA

Última partida da série está marcada para a noite de sexta-feira, com horário ainda a ser definido

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de setembro de 2020 | 23h48

Com uma vitória dramática, o Toronto Raptors derrotou o Boston Celtics por 125 a 122 na noite desta quarta-feira e se manteve vivo nos playoffs da NBA, em Orlando. Os atuais campeões precisaram de duas prorrogações para vencer mais uma vez, empatar a série em 3 a 3 e forçar a disputa do sétimo e decisivo jogo, valendo vaga na final da Conferência Leste.

A última partida da série está marcada para a noite de sexta-feira, com horário ainda a ser definido. O vencedor deste confronto vai encarar na final da Conferência o Miami Heat, responsável por eliminar o Milwaukee Bucks, melhor time da temporada regular, pelo placar de 4 a 1.

Nesta quarta, os Raptors viveram uma rotina de sair atrás no placar, buscar a recuperação e reagir nos momentos mais decisivos da partida. No quarto inicial, os Celtics saíram na frente, com vantagem de quatro pontos que foi mantida até o fim do primeiro tempo. O time canadense reagiu somente no terceiro quarto.

E contou com a liderança de Kyle Lowry, cestinha da partida, com 33 pontos. Ele anotou ainda oito rebotes e seis assistências. Fred VanVleet quase obteve um "double-double", com 21 pontos e nove rebotes, além de sete assistências. OG Anunoby terminou o jogo com um "double-double" de 13 pontos e 13 rebotes e Serge Ibaka contribuiu com o mesmo número de pontos.

Neste ritmo, Lowry e companhia viraram o marcador e deixaram o Raptors em vantagem, até que os Celtics equilibraram novamente o duelo no último quarto. Na primeira prorrogação, cada equipe registrou oito pontos. E, na segunda, os atuais campeões da NBA fizeram 19 a 16.

O time de Boston contou com o destaque de Jaylen Brown, responsável por 31 pontos e 16 rebotes. Jayson Tatum também brilhou em quadra com um "double-double", de 29 pontos e 14 rebotes. E Marcus Smart foi ainda melhor em mais fundamentos: um "triple-double" de 23 pontos, 11 rebotes e 10 assistências. Mas não foi o suficiente para fechar a série nesta quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.