Luiz Pires/LNB
Luiz Pires/LNB

Após queda na semifinal do NBB, José Neto deixa o comando do Flamengo

Treinador estava no clube desde 2012 e conquistou diversos títulos, inclusive o mundial

Estadão Conteúdo

15 Maio 2018 | 17h58

Apenas três dias depois da queda nas semifinais do NBB, o Flamengo anunciou nesta terça-feira a saída do técnico José Neto. De acordo com nota divulgada no site do clube, a decisão foi tomada em "comum acordo", depois da derrota do último sábado para o Mogi, por 89 a 72, que definiu a série melhor de cinco em 3 a 1 para o time paulista.

+ Paulistano sofre no fim, mas vence Bauru e garante vaga na decisão do NBB

+ Sampaio Basquete bate Uninassau e vai enfrentar o Campinas na final da LBF

+ Eliminação do Flamengo no NBB encerra carreira vitoriosa de Marcelinho Machado

José Neto tem 47 anos e estava no Flamengo desde 2012. O treinador tinha contrato com o clube carioca até o próximo mês de junho e, talvez por causa da queda precoce na competição nacional, ambas as partes optaram por não renová-lo. Junto do técnico, deixam o time o assistente-técnico Rodrigo Carlos e o preparador físico Diego Falcão.

Ao longo de seis temporadas, José Neto se transformou no técnico mais vitorioso da história do basquete rubro-negro. Sob seu comando, o time carioca conquistou quatro edições do NBB (2012/2013, 2013/2014, 2014/2015 e 2015/2016), além de cinco títulos estaduais, uma Liga das Américas e um Mundial Interclubes.

Pesou contra o técnico, no entanto, os insucessos nas últimas duas edições do NBB. Tanto na temporada 2016/2017 quanto na 2017/2018, o Flamengo terminou na liderança da fase inicial, mas foi eliminado precocemente. Primeiro para o Pinheiros nas quartas de final, e agora para o Mogi nas semifinais.

A saída de José Neto, aliada à aposentadoria de Marcelinho Machado, também ao fim do NBB, representam o encerramento de um ciclo vitorioso no Flamengo. Outras estrelas do elenco, como Marquinhos, JP Batista, Ronald Ramon e Olivinha, têm contrato somente até o fim desta temporada e ainda podem sair.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.