Arenas, do Wizard, se declara culpado em caso com armas

O ala do Washington Wizards Gilbert Arenas se declarou culpado, na sexta-feira, no caso de posse de arma e pode pegar mais de seis meses de prisão mesmo com o acordo que fez de se declarar culpado por levar quatro armas de fogo ao vestiário do time.

JEREMY PELOFSKY, REUTERS

16 de janeiro de 2010 | 15h13

Arenas, 28, que assinou um contrato de seis anos por 111 milhões de dólares no verão de 2008, foi suspenso indefinidamente pela NBA depois do incidente no Verizon Center, no mês passado.

Arenas, que disse que as armas não estavam carregadas, entrou com a declaração de culpado durante depoimento que durou menos de 30 minutos na Corte Superior de Columbia.

A acusação, de carregar uma pistola sem licença em violação às leis de capital federal americana, tem uma pena máxima de cinco anos em prisão, e o juiz Robert Morin disse a Arenas que ele não estava necessariamente preso ao acordo.

A data de 26 de março foi estabelecida para a sentença, pendendo ainda o relatório da mesma que pode levar mais de oito semanas. Mas o advogado de Arenas, Kenneth Wainstein, fez pressão por uma data mais próxima.

Tudo o que sabemos sobre:
BASQUETEARENASCULPADOARMAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.