Gary A. Vasquez/USA Today Sports
Gary A. Vasquez/USA Today Sports

Astro dos Clippers, Kawhi Leonard é operado e corrige ligamento do joelho direito

De acordo com o clube, procedimento foi bem-sucedido, mas não há previsão de retorno do atleta às quadras

Redação, Estadão Conteúdo

14 de julho de 2021 | 10h49

O Los Angeles Clippers anunciou na noite de terça-feira que Kawhi Leonard passou por uma cirurgia para corrigir a ruptura parcial no ligamento cruzado anterior de seu joelho direito e o procedimento foi bem sucedido. Contudo, a franquia da Califórnia ainda não foi capaz de dar uma previsão de quando o atleta voltará às quadras após a lesão sofrida no jogo 4 das semifinais da Conferência Oeste da NBA contra o Utah Jazz - nem que seja para treinar apenas.

A contusão grave pegou todos de surpresa. Isso porque durante os playoffs a equipe anunciava que o que havia ocorrido com o atleta foi uma entorse no joelho. Com isso, ele poderia eventualmente voltar a jogar ainda na pós-temporada. Entretanto, a torcida dos Clippers tem de agradecer que houve uma ruptura parcial e não completa dos ligamentos. Além dos danos a longo prazo, a ruptura completa costuma ter um tempo de recuperação acima de um ano. Já na parcial esse período varia entre seis e nove meses.

O foco de Kawhi Leonard agora é em se recuperar para voltar a jogar durante a temporada regular de 2021-2022, que começará em outubro. É certo, entretanto, que ele perderá algumas partidas e a pré-temporada com a equipe, que se inicia em setembro.

As lesões são um problema crônico na carreira do atleta de 30 anos, que não atuou por mais de 60 jogos em suas últimas quatro temporadas regulares. Porém, os Clippers já provaram que conseguem se virar bem sem seu principal jogador. Isso foi visto quando em sua ausência a equipe venceu dois jogos seguidos contra o Jazz, primeiro colocado no Oeste, e fechou a série em seis partidas.

Mas não tem como negar que alguém com médias de 24,8 pontos, 6,5 rebotes e 5,2 assistências na última temporada regular fará falta. Ainda mais se tratando de um All-Star com 30,4 pontos, 7,7 rebotes e 4,4 assistências por jogo em suas 11 partidas nos últimos playoffs. Além de um aproveitamento de 57,3% nos arremessos de quadra.

Para Paul George, os Clippers iriam para a final da NBA se Kawhi Leonard estivesse disponível. "Nós temos um grande entrosamento. Eu sinto que nós, eu e Kawhi, estamos ambos maduros para decisões. É um privilégio ser seu companheiro de equipe, acho que poderíamos e podemos chegar muito mais longe", declarou o ala, em entrevista à ESPN americana.

Neste período sem jogar, Kawhi Leonard terá uma decisão importante a fazer. O astro está em fim de contrato e tem até janeiro para decidir se usa a cláusula que lhe dá a opção de renovar até o final da próxima temporada. Depois disso, pode acertar a renovação de mais quatro anos por US$ 181,5 milhões (R$ 940,3 milhões na cotação atual) que os Clippers já ofereceram. Assim como Paul George, que recentemente acertou por mais cinco anos em um valor de US$ 226 milhões (R$ 1,17 bilhão).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.