Astro Jason Kidd está de volta ao Dallas Mavericks

Para contar com o armador, o time de Dallas teve que dar cinco jogadores e mais RS 5,2 milhões

Redação,

19 Fevereiro 2008 | 15h22

De volta à casa. Demorou, mas o armador Jason Kidd, de 34 anos, finalmente conseguiu seu objetivo e foi negociado pelo New Jersey Nets para o Dallas Mavericks, nesta terça-feira. "Está feito", disse o dono do time de Dallas, Mark Cuban. "J-Kidd [Jason] é um Mav [Maverick]. Para contar com Kidd, que vem com Antoine Wright como contrapeso, Mark Cuban teve que ceder o armador Devin Harris, de apenas 24 anos, o pivô DeSagana Diop, Trenton Hassell, Maurice Ager e o até então aposentado Keith Van Horn, além de suas primeiras escolhas no Draft da NBA deste ano, assim como US$ 3 milhões (aproximadamente R$ 5,2 milhões). O negócio só foi possível graças à inclusão do aposentado Keith Van Horn, que já jogou pelos Nets. Com a entrada dele, os salários foram equiparados e a comissão da NBA deu o aval para que a troca fosse concretizada. Antes, a idéia do Dallas era incluir Devean George (ex-Lakers), além do veterano Jerry Stackhouse, mas ambos se opuseram à troca.NBA DE OLHOPara o negócio dar certo, Van Horn tem que voltar a jogar pelo menos o restante da atual temporada. Depois de uma reunião com seu agente, o jogador deixou claro que está contente por voltar à Nova Jersey e tentar recuperar sua carreira, que foi deixada de lado para cuidar de negócios particulares no Colorado. Van Horn tem 32 anos.DE VOLTA Jason Kidd retorna ao time que o escolheu no Draft da NBA em 1994, como sendo a segunda escolha da primeira rodada.   Depois de três boas temporadas, Kidd foi trocado para o Phoenix Suns, mas não conseguiu levar a equipe do Arizona ao topo da NBA. Desgastado em Phoenix, Kidd foi trocado na temporada 2000/01 para o New Jersey Nets. Com um time refeito, os Nets chegaram à final da NBA por duas vezes, perdendo para os Lakers e San Antonio Spurs, respectivamente.NÚMEROSEm 15 temporadas, Jason Kidd disputou 997 partidas, com médias de 14,3 pontos e 9,2 assistências.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.