Renan Fernandes/Estadão
Renan Fernandes/Estadão

Atletas do basquete do Flamengo desistem de participar do Jogo das Estrelas

Após mortes no CT do clube, Varejão, Marquinhos, Olivinha, Balbi e Nesbitt, além do técnico Gustavinho, já deixaram Franca, local do evento deste sábado

Renan Fernandes, Estadão Conteúdo

08 Fevereiro 2019 | 13h49

Os representantes do Flamengo decidiram não participar do Jogo das Estrelas do NBB 2019, que acontece neste sábado, e coloca frente a frente times formados entre estrangeiros e brasileiros da Liga Nacional de Basquete (LNB). Anderson Varejão, Marquinhos, Olivinha, Franco Balbi, David Nesbitt, além do técnico Gustavo de Conti, deixaram Franca horas depois do ocorrido no Ninho do Urubu, o centro de treinamento do time rubro-negro, no Rio de Janeiro, que acabou vitimando 10 pessoas e deixando três feridos.

Antes de tomar tão decisão, os jogadores lamentaram o ocorrido. "É uma tristeza muito grande que a gente sente. Foi uma notícia muito ruim, não só para mim, mas para todos do Flamengo que estão aqui. É um momento que só podemos passar uma mensagem de conforto, de força para os familiares que estão sofrendo bastante neste momento", disse emocionado o pivô Olivinha. Ele está em sua terceira passagem pelo clube carioca.

"Eu acordei com milhares de mensagens sem entender nada e só depois que minha namorada mandou uma mensagem, eu vi tudo que aconteceu. É um acidente triste demais. A gente já vem de dias difíceis no Rio de Janeiro por conta das chuvas. Várias pessoas acabaram perdendo seus lares", lembrou Marquinhos, um dos principais nomes da seleção brasileira e que joga pelo Flamengo desde 2012.

Pelas redes sociais, Anderson Varejão, o nome mais conhecido do Flamengo, também se pronunciou. "Estou desnorteado... Meus sentimentos às famílias desses meninos que nos deixaram hoje nessa tragédia hoje (sexta-feira) no Ninho do Urubu. Que tenham forças para superar esse momento de dor absurda. Garotos que nos deixam, sonhos que se vão assim... Difícil encontrar palavras. Triste demais".

Um incêndio deixou 10 mortos e três pessoas feridas, uma delas em estado grave. As vítimas, segundo os Bombeiros, são atletas das categorias de base do clube, que dormiam no local, e funcionários do clube, conforme informou o vice-governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro.

Vários outros jogadores que estão no Jogo das Estrelas também têm passagens pelo Flamengo e fizeram questão de mostrar apoio aos familiares das vítimas. "Acordamos com essa tragédia. Às vezes até ficamos sem palavras porque são crianças, que tinham o resto da vida pela frente e obviamente tinham grandes sonhos. Eles estavam buscando o que toda criança aqui no Brasil busca, que é ser jogador do futebol. Pra gente é um momento de luta e tentamos passar pensamentos positivos. Eu sou uma pessoa religiosa e estão orando pelas famílias das vítimas", disse JP Batista, jogador do Mogi das Cruzes, mas que defendeu o time rubro-negro por três temporadas.

O JOGO DAS ESTRELAS

Começa nesta sexta-feira, no tradicional ginásio Pedrocão, em Franca (SP), a 11.ª edição da maior festa do basquete brasileiro: o Jogo das Estrelas do NBB. Para 2019, a principal novidade fica por conta do Desafio Interligas, que reunirá os melhores atletas sub-23 das ligas do Brasil e da Argentina. A partida se junta aos já tradicionais torneios de 3 pontos, enterradas e desafio de habilidades. Todas as atrações acontecem um dia antes jogo principal. O confronto entre NBB Brasil e NBB Mundo está marcado para sábado, a partir das 14 horas, e terá como atração no intervalo o show da banda Atitude 67.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.