Daniel Dunn/ USA TODAY Sports
Daniel Dunn/ USA TODAY Sports

Auxiliar nos Spurs, Becky Hammon fala sobre sonho de ser a 1ª treinadora da NBA

Assistente tem sido entrevistada por diversas franquias e pode alcançar objetivo em breve

Redação, Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2021 | 11h26

Becky Hammon, assistente técnica do San Antonio Spurs, sonha em fazer história com a possibilidade de ser a primeira mulher a assumir o cargo de treinadora de uma franquia da NBA. Nos últimos meses, ela foi entrevistada por algumas equipes interessadas e acredita que esse momento pode chegar no futuro.

Em entrevista para a Associated Press, Hammon falou sobre o assunto, enfatizou a meritocracia e espera que pessoas com capacidade ganhem cada vez mais espaço na maior liga de basquete do mundo. "É enorme e importante. Mas é algo que não pode ser para marcar", iniciou ela. "Você tem que contratar a melhor pessoa. Metade da população mundial não foi aproveitada pela sua mente e conjuntos de habilidades no mundo dos esportes. É algo que precisa mudar".

Hammon está entrando em sua oitava temporada como assistente dos Spurs e foi entrevistada por várias equipes neste ano, que procuravam um técnico principal. Apesar do grande interesse, ela ainda não recebeu uma oferta oficial. "Há 30 empregos e eles são incrivelmente difíceis de conseguir", explicou. "Quando digo que há 30 empregos, nem todos os 30 estão disponíveis, então estou falando de três ou quatro, e eles são realmente difíceis de conseguir".

Entretanto, embora tenha o sonho de ingressar no cargo e marcar história, a ex-jogadora da WNBA reforçou que espera que isso ocorra por motivos estritamente profissionais e não por outras questões. "Por favor, não me contrate para marcar uma era. Essa é a pior coisa que você pode fazer por mim", disse Hammon. "Contrate-me por causa das minhas habilidades e treinamento, quem sou eu como pessoa, contrate-me para isso".

Bem cotada no mercado da NBA, Hammon ficou entre os finalistas para o trabalho de treinadora no Portland Trail Blazers, mas a equipe escolheu Chauncey Billups. "Não posso falar por todas as organizações da liga e em todo o mundo dos esportes. Posso dizer que eles estavam me fazendo perguntas legítimas para a função", revelou a ex-atleta de 44 anos. "Quando você chega a esse nível, precisa contratar a melhor pessoa para o trabalho e a que melhor se encaixa na sua organização".

Em Las Vegas, Hammon falou ainda no fim que está acompanhando a Summer League, no entanto a partir desta quinta-feira ela mudará as suas atenções para Phoenix, local do jogo inaugural da WNBA Commissioner’s Cup entre Seattle e Connecticut, que será transmitido pela plataforma Amazon Prime Video, dando mais visibilidade para a competição feminina que ela tanto conhece também.

"É uma ideia muito boa. Outra oportunidade para as pessoas verem essas mulheres competirem no mais alto nível", finalizou a excelente profissional da franquia texana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.