Roberta Rodrigues/Divulgação
Roberta Rodrigues/Divulgação

Barbosa faz balanço positivo após vice em evento-teste no Rio

Treinador lamenta ausências na seleção feminina

Estadão Conteúdo

18 de janeiro de 2016 | 11h45

A seleção brasileira feminina de basquete ficou com o vice no torneio que serviu como evento-teste para os Jogos Olímpicos do Rio. Na noite do último domingo, as comandadas de Antonio Carlos Barbosa não resistiram à superioridade da Austrália e caíram por 77 a 67, na Arena Carioca 1. Apesar do resultado, o técnico viu pontos positivos na campanha.

Barbosa lembrou que precisou recorrer a atletas da Série A2 do Campeonato Paulista, em sua maioria bastante jovens, graças ao boicote dos principais clubes da Liga Nacional de Basquete (LNB). Apenas as atletas do Sampaio Correa e a experiente pivô Érika, que está sem clube desde que deixou seu time na Turquia, além da pivô Clarissa, do Corinthians/Americana, discordaram da decisão e se colocaram à disposição.

"Para formar a equipe tivemos que recorrer a jogadoras de 17, 19 anos que se dispuseram a vir e colaborar. E para quem não acreditava e nem acompanhava, esse grupo foi muito bem. Jogamos de igual para a Austrália que é uma das forças do basquete feminino e conta com uma seleção quase permanente", comentou Barbosa.

O Brasil havia vencido a Austrália em amistoso na semana passada, mas na decisão do evento-teste sucumbiu pelo cansaço, pelo menos na avaliação do treinador. Os 20 pontos e oito rebotes de Érika e os 18 pontos e 10 rebotes de Clarissa mantiveram a seleção no jogo, mas não foram suficientes.

"Infelizmente, no final do jogo chegamos um pouco extenuado fisicamente porque as australianas tem uma intensidade muito grande e consegue mantê-la com as trocas constantes com jogadoras do mesmo nível. Eu só tenho que cumprimentar as meninas e me sinto 90% realizado pelo que elas apresentaram nessa fase de preparação. Ficou provado que estamos no caminho certo e temos condições de disputar uma medalha na Olimpíada", disse Barbosa.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteseleção brasileiraBarbosa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.