Basquete apreensivo com crise no Rio

O campeão paulista Marathon/Franca, que foi desmontado para a formação da superequipe do Vasco, há duas temporadas, vê com tristeza a situação enfrentada pelos atletas que seguiram para o Rio. E também com apreensão sobre como isso poderá influir no futuro do esporte e da seleção brasileira. "Os jogadores sem salários, em sua maioria, são nossos amigos", observa o técnico Daniel Wattfy que, no entanto, tem uma certeza. "Nenhuma equipe de São Paulo teria cacife para trazê-los de volta pagando os mesmos salários." A apreensão vem do fato que hoje, os três clubes do Rio - Vasco, Flamengo e Botafogo -, todos com salários atrasados, empregam oito dos 12 jogadores da última seleção brasileira, seis deles no Vasco. "Imagine o que poderia ocorrer se esses times deixarem de existir?" O técnico francano disse que não foi uma opção conservadora os investimentos mais moderados feitos pelos times de São Paulo que disputam o Nacional. Simplesmesnte, não foi possível competir com os patamares salariais fixados pelo Vasco. "O pulo foi muito alto e os outros clubes jamais teriam condições de competir. Nosso orçamento é quase o mesmo há quatro anos." Daniel observou que muitos acreditaram e até tornaram-se defensores da proposta do Vasco, mesmo com salários "irreais" para o mercado. O treinador observa que Franca trabalha mesclando jogadores renomados e experientes com 40% de jovens, uma forma de enxugar a folha de pagamento e manter a filosofia de formação. Na sua avaliação, com a crise provocada pelas equipes do Rio, a tendência, na próxima temporada, será reduzir salários. Rodada - Cinco jogos marcam a rodada desta sexta-feira do Campeonato Nacional. O COC/Ribeirão Preto enfrenta a Sogipa, às 20 horas, em Porto Alegre, em busca de uma vitória que lhe garantirá a liderança da competição - o time de Ribeirão venceu o Flamengo, na quarta-feira, por 105 a 104. No mesmo horário, em São Paulo, o Botafogo defende a invencibilidade contra a Hebraica/Blue Life. Completam a rodada: Marathon/Franca x Goiás/Universo e Leitor/Casa Branca x Fluminense, às 20 horas, e Ipiranga/Badesc x Valtra/UMC/Mogi, às 21 horas (com SporTV).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.