Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Basquete dá chance para Flávia e Érika

A ala/pivô Flávia, de 20 anos, e a pivô Érika, de 21 anos, saíram da conquista do vice-campeonato do Mundial sub-21 da Croácia, no início de agosto, para a seleção brasileira principal de basquete, que está se preparando no Rio para a disputa de oito amistosos na Europa, de segunda-feira até 8 de setembro, e o Pré-Olímpico do México, entre 17 e 21 de setembro. Ambas vivem momentos distintos, já que enquanto Flávia experimenta pela primeira vez a sensação de estar no time principal, Érika já participou de um Mundial, o da China, no ano passado. "Pensei que chegaria à seleção somente com 25 anos. Não esperava conseguir assim tão nova", disse Flávia. A atleta foi um dos destaques no Mundial sub-21, o que lhe rendeu a admiração do técnico da seleção principal, Antônio Carlos Barbosa. Flávia contou já estar adaptada à nova rotina de trabalho. Lembrou que as atletas com "mais tempo de seleção" têm sido atenciosas e a aconselhado. "Parece que nos conhecemos há milhares de anos", afirmou. O fato de já ter atuado ao lado de Érika e ter o apoio de mais quatro companheiras de seu time, o Unimed/Americana, também a tem ajudado a enfrentar o novo desafio. E o bom ambiente na seleção, citado por Flávia, é visível nos treinamentos, realizados com brincadeiras e descontração. A outra ?novata? no grupo, Érika, concordou com a atleta e lembrou que poucas diferenças existem entre as seleções principal e sub-21. "Aqui o treinamento é mais light. As meninas estão mais velhas, por isso, corremos menos", divertiu-se Érika, que integrou a delegação 7ª colocada no Mundial de 2002. "Mas temos o momento sub-21, porque todas são divertidíssimas. Verdadeiras irmãs mais velhas." Flávia e Érika também se mostraram entrosadas quando o assunto foi cortes na seleção brasileira. Barbosa será obrigado a realizar duas dispensas no time, já que das 14 atletas convocadas, somente poderá inscrever 12 para a disputa do Pré-Olímpico, que dará ao vencedor uma vaga aos Jogos de Atenas. Contaram não estar se sentindo pressionadas e fazendo o melhor para permanecerem na delegação.

Agencia Estado,

20 de agosto de 2003 | 16h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.