Basquete de Franca vive outra crise

O time do Franca Basquete, atual campeão paulista, estréia na edição estadual deste ano, no sábado (15), às 17 horas, em casa, contra o Corinthians, no Ginásio Pedrocão. Porém, novamente sem patrocínio, após a saída do Marathon, o clube enfrenta outra crise financeira. "Essa história se repete a cada final de contrato", diz o presidente do Franca, José Ricardo Ruffalo Rodrigues. O técnico Daniel Wattfy dá o seu voto de confiança aos dirigentes, mas avisa: "O time vai estrear na competição, mas quem vai estar em quadra eu não sei." O clube precisa de R$ 80 mil para pagar as despesas, mas conseguiu apenas R$ 8 mil com uma empresa local até agora. Como a situação econômica do País não é animadora, o Franca pensa em atrair um pool de empresas da cidade. A Unifran contribui com R$ 8 mil, mas o restante ainda está indefinido. Outros R$ 10 mil são recursos da cadeiras do programa sócio-torcedor. "Só com gerador de energia, gastaremos R$ 3 mil por mês", diz Rodrigues, prometendo que não desanimará. "Somos realistas e sabemos que a situação é difícil." Ele disse que fará uma reunião com os jogadores antes da estréia. "Teremos de reduzir os salários de acordo com o que tivermos, caso contrário, vamos liberar quem não topar", emendou ele. O experiente Fernando Minuci, com problemas no joelho, aproveitou para encerrar a carreira. Chuí, outro veterano, está preocupado e pode não jogar. "Onde eu vou trabalhar agora?", indaga-se Wattfy, garantindo que não há para onde ir, nem os jogadores. "Minha vida está aqui, nunca fiquei sem receber, nem nos momentos de crise, e não tenho medo de ficar sem receber", afirmou o treinador, no cargo desde a saída de Hélio Rubens Garcia para o Vasco. Ele lembrou, inclusive, que os times cariocas tiveram o mesmo problema no Campeonato Brasileiro e muitos nem vão quitar as dívidas. Mas, segundo ele, Franca sempre honrou seus compromissos. Os outros principais jogadores atuais de Franca, que tem 11 títulos brasileiros, 9 paulistas, 6 sul-americanos, 4 das Américas e dois vices mundiais, são Edu Mineiro, Anderson Varejão, Estevam, Fúlvio e Thomas. O time continua treinando e, se precisar, juvenis serão escalados no sábado (15).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.