Basquete do Brasil bate Uruguai

Com boas atuações dos jogadores que atuam na NBA, Nenê e Leandrinho, a seleção brasileira masculina de basquete venceu o segundo amistoso com o Uruguai, por 111 a 93, no ginásio do Tijuca. O cestinha da partida foi o uruguaio Luis Silveira, assinalando 22 pontos, enquanto Leandrinho anotou 19. Agora, o time comandado pelo técnico Aluísio Ferreira, o Lula, aguarda sua estréia no Torneio Pré-Olímpico contra os Estados Unidos, dia 20, em Porto Rico.?Os dois jogos serviram para dar ritmo aos três jogadores (Nenê,Leandrinho e Luis Fernando) que chegaram depois do Pan?, disse Lula.?Mas o melhor de tudo foi a torcida. É bom reviver este amor pelobasquete com os torcedores lotando o estádio.? O público na partida deontem foi de 4.224 pagantes.O time que iniciou o jogo com o Uruguai é o considerado titular pelotécnico Lula: Marcelinho, Valtinho, Guilherme, Anderson Varejão e Nenê.Este último entrou no lugar de Tiago Splitter. Aliás, o jovem pivôdeixou a quadra machucado no segundo quarto, mas segundo os médicos elenão preocupa e somente foi poupado para a estréia no Pré-Olímpico.A partida ficou equilibrada até o final do segundo quarto. A seleçãobrasileira acertava muitos arremessos de três pontos, mas pecava nadefesa, chegando a irritar Lula. O Uruguai conquistava mais rebotes,evitando que o Brasil aumentasse a diferença no placar. Tanto que oprimeiro quarto terminou empatado (29 a 29) e o segundo, com oitopontos a mais para os brasileiros (53 a 45).No terceiro quarto, o Brasil voltou melhor na defesa e o ataquecontinuava a pontuar regularmente. Nenê dava show com suas enterradas,animando os torcedores. A seleção começou a aumentar a diferença nomarcador e a partida foi ficando mais fácil. Tanto que o armadorValtinho chegou a dar um ótimo passe para a ponte aérea de AndersonVarejão. Em seguida, Nenê deu um lindo toco no pivô Owens, com quemtinha se desentendido.O quarto final foi tranqüilo para o Brasil, que somente administrou avantagem imposta. Ao Uruguai restava tentar uma reação, mas a estaaltura a diferença chegara a 20 pontos. Leandrinho comandou a seleçãonesta etapa, demonstrando que pode ser titular.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.