Basquete do Brasil vai à semifinal

O Brasil não teve dificuldades para derrotar a China, por 97 a 62 (56 a 34 no primeiro tempo), hoje, pela Copa do Mundo da Turquia. Amanhã, a Seleção Brasileira enfrenta a Turquia, às 15h30, horário de Brasília, mas já está classificada para a semifinal do torneio, que será disputada sábado. Depois de uma partida difícil, contra Angola, quarta-feira, a Seleção se impôs diante dos chineses, mostrando um jogo consistente e com bom aproveitamento no ataque. O Brasil terminou vencendo facilmente o primeiro tempo por 56 a 34. No segundo tempo, a China pressionou, mas o time comandado pelo técnico Hélio Rubens soube administrar a vantagem, chegando a abrir mais de 30 pontos de diferença no terceiro quarto. No final, vitória brasileira por 97 a 62 e a classificação para a semifinal assegurada. "A diferença de 37 pontos é resultado da determinação da equipe. Tivemos muita força nos rebotes, o que nos deu mais tempo de posse de bola e fez o nosso jogo de transição funcionar muito bem. O mais importante é que a cada partida o time está ganhando ritmo e experiência", disse o técnico Hélio Rubens. Cestinha da partida, com 15 pontos, o ala Vanderlei elogiou a atuação da equipe. "Nós pensávamos que o jogo seria mais difícil, mas nosso desempenho foi muito melhor do que contra Angola. Evoluímos bastante, o que nos dá confiança para vencer a Turquia", declarou Vanderlei. Além da vitória do Brasil, a Copa do Mundo da Turquia teve hoje os jogos: Bulgária 81x67 Argélia, Iugoslávia 90x79 Canadá e Turquia x Angola. Amanhã, o torneio prossegue com Argélia x Canadá (8h45), Bulgária x Iugoslávia (11h), China x Angola (13h15) e Brasil x Turquia (15h30). Clínica - o técnico iugoslavo Zelijko Obradovic, do Panathinaikos, da Grécia, ministra clínica para treinadores de basquete até amanhã, no Clube Athletico Paulistano, em São Paulo. O curso, promovido pela Federação Paulista de Basketbalçl (FPB) começou hoje, com 512 participantes. Zelijko foi campeão da Euroliga deste ano pelo Panathinaikos.

Agencia Estado,

01 Agosto 2002 | 11h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.