Basquete: Nenê vai reforçar seleção

A seleção brasileira de basquete viaja domingo para a Turquia e terá o pivô Maybyner Nenê Hilário no grupo que disputará o Torneio Internacional de Istambul, de 31 de julho a 4 de agosto. Apesar de atrasar o salário dos jogadores de basquete a temporada inteira, o Vasco acabou beneficiado por liberar o atleta para o Denver Nuggets, da NBA ? vai receber US$ 750 mil. A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) já enviou a carta liberatória ao Denver. Com isso, Nenê, escolhido no draft da liga norte-americana assinou contrato por três anos com a franquia da NBA por US$ 5,58 milhões. Nenê havia sido eleito pelo New York na sétima escolha do draft, mas os Knicks trocaram o jogador com os Nuggets ? Marcus Camby e Mark Jackson também entraram na troca por Antonio McDyess e Frank Williams, que foram para Nova York. Com a solução do problema, Nenê vai reforçar a seleção. Primeiro, no Torneio de Istambul (com China, Angola e Turquia; no outro grupo, estão Iugoslávia, Canadá, Bulgária e Argélia) e depois no Super Four de Buenos Aires, Argentina. Os torneios são preparatórios para o Mundial de Indianápolis, em setembro. Nesta quarta-feira, o assistente-técnico Aloísio Ferreira, o Lula, confirmou que o armador Marcelinho, que está em Portland, e o pivô Luís Fernando, em Boston ? seguiram para o Summer Camping, da NBA ?, não têm reintegração automática no grupo. Terminarão o camping no domingo, mas não irão para a Turquia. ?O acordo foi de que a comissão técnica reavaliaria a reintegração dos jogadores.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.