Basquete: seleção viaja com 13 jogadores

O técnico da seleção brasileira masculina de basquete, Aluísio Ferreira, o Lula, confirmou que 13 jogadores viajam nesta sexta-feira, para o Uruguai, onde a equipe disputará o Sul-americano a partir do dia 22. Devido a indefinição do aproveitamento ou não do pivô Anderson Varejão, do Barcelona, que exige um seguro para que o jogador entre em quadra, Murilo, de 20 anos, ficará no grupo. Caso Varejão seja inscrito, Murilo permanecerá treinando com o grupo e adquirindo experiência para futuras competições. O Brasil venceu o terceiro amistoso contra a Venezuela, na noite de ontem (16), no Ginásio do Paulistano, em São Paulo, por 83 a 70 (51 a 34 no primeiro tempo)."A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) teve a sensibilidade de levar 13 jogadores e manter o grupo até o final, como fez com o Renato, em Indianápolis", diz Lula.O treinador refere-se ao Mundial de Indianápolis, em 2002, quando o então técnico Hélio Rubens Garcia precisou optar pelo pivô Baby e cortou Renato na véspera do início da competição. Como ele já estava lá, Renato ficou com a delegação até o final, mesmo não tendo sido inscrito. Porém, adquiriu experiência ao acompanhar os jogos e conviver com os colegas. Atualmente, Renato é um dos integrantes da seleção de Lula.O técnico Lula espera que Anderson Varejão possa disputar o Sul-americano, mas a prioridade mesmo é tê-lo no Pré-Olímpico de Porto Rico, no final de agosto. "No Pré-Olímpico, o Anderson é imprescindível, pois é tarimbado", diz Lula, que também terá Leandrinho e Nenê Hilário daqui a um mês. Lula também gostou do desempenho do time nos três amistosos contra os venezuelanos. "O time progrediu, mas tem um longo caminho pela frente e precisa manter mais a regularidade, pois ainda oscila", comenta ele. O rebote defensivo, que foi fraco nos dois jogos anteriores, melhorou no último. "E ainda sofremos menos pontos que nas outras duas partidas." Lula só não gostou do terceiro quarto, quando a seleção brasileira caiu de produção. "Dou nota 8 para o primeiro tempo todo e 4 para o terceiro quarto", explica Lula.A seleção brasileira voltou a jogar em São Paulo depois de seis anos e Lula gostou do apoio de 1.211 torcedores. "Foi gratificante receber o carinho do público paulistano novamente, resgatando o passado e vendo ex-jogadores de outras gerações nas arquibancadas", comentou o treinador. O cestinha do jogo foi o venezuelano Victor Dias, que marcou 26 pontos. Pelo Brasil, o ala Guilherme fez 14 pontos. A seleção brasileira viaja neste sábado e o Sul-americano será disputado entre terça-feira (22) e o dia 27, data da decisão.

Agencia Estado,

17 de julho de 2003 | 15h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.