Basquete treina forte para o Mundial

Após a longa viagem de Rosário, na Argentina, até Ribeirão Preto, que terminou às 21h30 de ontem, a seleção brasileira masculina de basquete não teve folga hoje. Os treinos da última etapa de preparação para o Campeonato Mundial, que será realizado a partir do dia 29, em Indianápolis, nos Estados Unidos, foram intensos no Centro de Treinamento do COC. Pela manhã, treinos físicos, de arremesso e musculação. À tarde, treinamento tático. A seleção treina até dia 22 em Ribeirão e viaja no dia 25, ainda pensando em amistosos preparatórios. Ainda sem o pivô Nenê Hilário, que deverá chegar em Ribeirão Preto apenas no domingo, o técnico Hélio Rubens Garcia não quer perder tempo. Até o embarque para Indianápolis, ele quer corrigir os erros do time, além de decidir qual será o último jogador a ser cortado, já que somente 12 podem disputar o Mundial. Atualmente, 12 jogadores treinam, mas Nenê, que joga no Denver Nuggets, da NBA, praticamente tem uma vaga assegurada. É mais provável que o cortado será um armador ou um ala. A seleção brasileira treina num local distante da agitação da cidade, num condomínio fechado, o que facilita o regime de concentração. Hélio Rubens e seus auxiliares Aluísio Ferreira, o Lula, e Flávio Davis podem, assim, observar melhor o grupo. O treinador ainda aguarda a definição de alguns amistosos, já em Indianápolis, que devem ser confirmados nos próximos dias. O desempenho nos dois torneios realizados, em Istambul e Rosário, no entanto, deixaram o grupo motivado para o Mundial - o Brasil estréia no dia 29 contra o Líbano, depois enfrenta Turquia e Porto Rico, pelo Grupo B.

Agencia Estado,

15 Agosto 2002 | 17h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.