Bassul adia definição da seleção feminina de basquete

O técnico Paulo Bassul adiou a definição da seleção brasileira feminina de basquete que disputará a Olimpíada de Pequim, em agosto. Ele fará a preparação final com 13 jogadoras, deixando para fazer o último corte às vésperas da estréia no torneio olímpico.Assim, a seleção embarca na próxima quinta-feira para a Austrália com 11 jogadoras, sendo que as pivôs Érika e Kelly irão se encontrar com o grupo já em Pequim, em agosto - ambas estão atuando na WNBA, a liga norte-americana de basquete. Antes de desembarcar na China, porém, o Brasil fará dois amistosos contra as australianas, em Wollongong (dia 28) e em Sydney (dia 30).O grupo que viaja para a Austrália tem as seguintes jogadoras: Adrianinha e Claudinha (armadoras); Karen e Karla (ala/armadoras); Chuca, Fernanda e Micaela (alas); Êga, Franciele e Mamá (ala/pivôs); e Graziane (pivô). "A Érika e a Kelly não ficaram com a equipe no período de treinos no Brasil por conta da WNBA. As duas só vão estar liberadas no dia 28. Por conta disso, não vamos precipitar a definição do grupo que vai a Pequim", explicou Bassul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.