Arquivo/AE
Arquivo/AE

Bassul continua no cargo e ganha Janeth como auxiliar

Hortência, diretora do basquete feminino brasileiro, decide manter o treinador para os próximos campeonatos

AE, Agencia Estado

16 de maio de 2009 | 17h45

Em reunião realizada neste sábado, em São Paulo, a ex-jogadora Hortência, que assumiu na semana passada o cargo de diretora do departamento de basquete feminino na CBB, confirmou a permanência do técnico Paulo Bassul no comando da seleção brasileira. Ele, no entanto, terá uma nova auxiliar: a ex-jogadora Janeth, um dos maiores nomes da história do basquete brasileiro.

Com a troca de comando na Confederação Brasileira de Basquete - saiu Gerasime "Grego" Bozikis para a entrada de Carlos Nunes na presidência -, a permanência de Bassul estava ameaçada. Mas Hortência resolveu mantê-lo no cargo. "Foi uma reunião para colocar a filosofia de trabalho da nova gestão da CBB. Estou muito confiante no que vamos desenvolver daqui em diante", disse o técnico.

A novidade na comissão técnica da seleção brasileira feminina será a entrada de Janeth como auxiliar, junto com César Guidetti. Além de trabalhar com Bassul no time principal, ela será a treinadora da seleção Sub-15 do Brasil. "Fiquei muito feliz com o convite. Sempre quis ajudar de alguma forma e é mais um desafio na minha carreira", contou a ex-jogadora de 40 anos.

"Vamos dar todas as condições necessárias para as jogadoras e as comissões técnicas desenvolverem seu trabalho", prometeu a agora dirigente Hortência, fazendo também uma referência à briga de Bassul com Iziane, considerada a melhor jogadora do Brasil na atualidade. "Agora, só vai jogar pela seleção quem tiver vontade e souber que isso é o ponto máximo na carreira de um atleta."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.