Bauru anuncia contratação de Demétrius para a vaga de Guerrinha

Três dias depois de anunciar a surpreendente demissão do técnico Guerrinha, a diretoria do Bauru confirmou seu substituto. O time de basquete do interior paulista chegou a um acordo com o ex-armador Demétrius, que assinou contrato por duas temporadas. Ele deixa o Minas Tênis Clube, que liderou à quinta colocação na última edição do NBB.

Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2015 | 15h04

Demétrius foi um dos melhores armadores do basquete brasileiro na década de 90 e marcou época com as camisas do Franca e do Vasco. Seu início de carreira, no entanto, foi justamente em Bauru, onde chegou ainda criança e atuou pelo clube Luso nas categorias de base.

"Estou muito feliz em estar de volta à cidade que faz parte da minha casa. Meu início foi em Bauru, comecei como jogador aqui e isso me deixou muito a vontade para tomar a decisão de aceitar o convite. É uma cidade que me acolheu desde pequeno e será ótimo retornar a Bauru", declarou.

Demétrius começou a carreira como treinador no Limeira, onde foi campeão paulista da temporada 2010/2011. Ele acumula também a função de técnico da seleção brasileira sub-19, além de integrar a comissão de Rubén Magnano na seleção principal.

No Bauru, Demétrius terá a tarefa de substituir um ídolo local, Guerrinha, que acumulou quase 15 anos em suas duas passagens à frente da equipe. Além disso, terá a responsabilidade de assumir o atual vice-campeão intercontinental e do NBB, além de atual vencedor da Liga das Américas.

"Estou muito feliz de poder fazer parte do ciclo de uma equipe vencedora. Para mim, é um desafio e como treinador vivo disso. Minha vida inteira foi em relação a isso: desafios e conquistas. Encaro essa nova etapa como mais um grande desafio na minha vida e minha carreira", apontou Demétrius. "Como técnico do Paschoalotto/Bauru, meu foco passa a ser o do time: manter o título da Liga das Américas e conquistar o do NBB. Vamos trabalhar dia a dia para isso."

Se tem pouco tempo de carreira como treinador, Demétrius acredita que a experiência de atleta possa fazer diferença. Como armador, vestiu as camisas de Franca, Vasco, Fluminense, Minas, Corinthians, Telemar e Rio Claro. Pela seleção brasileira, disputou a Olimpíada de 1996, dois Mundiais, em 1998 e 2002, e conquistou três Sul-Americanos e dois Jogos Pan-Americanos.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteBauruDemétrius

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.