Bauru pode ganhar título inédito

O Tilibra/Copimax/Bauru poderá conquistar, nesta sexta-feira, às 18 horas, no Ginásio Panela de Pressão, diante de sua torcida, com transmissão pelo Sportv, o seu primeiro título brasileiro. Para isso, basta aproveitar o apoio de sua fanática torcida e vencer pela terceira vez consecutiva a Uniara/Fundesport, de Araraquara, e fechar o playoff final em 3 a 0. Porém, a Uniara promete reagir e adiar a festa bauruense. Para isso, no entanto, o técnico João Marcelo Leite quer sua equipe atuando coletivamente e não tentando decidir a partida em lances individuais. "Quando o time estava em desvantagem nas duas partidas anteriores, a iniciativa tornou-se individual, mas a iniciativa precisa ser coletiva e esperar o momento certo para arremessar", diz Leite. "O time está afoito e precipitando muitos lances, que causam erros em excesso." Leite exigirá uma defesa mais agressiva para tentar complicar as ações do Bauru, que, na quarta-feira, venceu a segunda partida do confronto por 84 a 66. "Sabemos que a vantagem de Bauru é considerável e isso dificultou mais a nossa recuperação, mas podemos vencer um jogo e, se isso ocorrer, empatar a série em Araraquara." Como o Bauru tem a responsabilidade de fechar o playoff, diante da torcida, Leite espera que a Uniara saiba explorar uma possível ansiedade doadversário. "A cidade toda (Bauru) espera que se defina tudo no terceiro jogo, o que gera uma euforia maior, por isso temos que tirar proveito da situação", explica Leite, que aguarda sua equipe ter o mesmo empenho das fases quartas-de-final e semifinal. "Não repetimos as atuações anteriores nas finais." Bauru, dirigido por Guerrinha, no entanto, tem um time experiente. O novato é o armador Leandrinho, mas que conta, ao seu lado, com os experientes Jeffty, Vanderley, Josuel e Brasília. Guerrinha e alguns jogadores da equipe já tiveram a experiência de estar na mesma situação, no Brasileiro de 1998, quando comandava o COC/Ribeirão, que abriu vantagem por 2 a 0 sobre Franca. No entanto, Franca virou a série e tornou-se campeã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.