BCN aposta em juvenis no Paulista

Em vez de ficar assistindo às estrelas jogarem, as atletas do BCN-Osasco vão assumir as posições de titulares. Com um time formado por jogadoras infanto-juvenis e juvenis (das 16 inscritas, 9 são infanto e têm até 17 anos), o BCN disputará o Campeonato Paulista Adulto Feminino de Basquete. Na equipe de Osasco, que estréia sábado, contra o Araçatuba, o destaque é a armadora Iziane, de 19 anos, campeão da Copa América, este mês, com a seleção adulta. "Queremos que as atletas ganhem experiência", declara a técnica Maria do Carmo Mardegan Ferreira, campeã da Série A2 do Paulista. Com o título, adquiriu o direito de disputar a divisão principal nesta temporada. "Sabemos que será difícil ganhar jogos nesta competição, mas é melhor que elas joguem. Vão encarar olho no olho uma Helen, por exemplo." Iziane, que vai estrear no Paulista Adulto, diz que prefere atuar em um time com pouca experiência a ficar no banco de reservas das estrelas. "Acho que amadureci bastante depois do Mundial Juvenil (a seleção brasileira ficou em sétimo) e da Copa América. Para mim vai ser muito importante jogar o Paulista, adquirir mais responsabilidade e atitude dentro e fora da quadra." A armadora tem como principal objetivo integrar a seleção adulta no Mundial de 2002, na China. Para realizar seu sonho, vai concorrer com jogadoras veteranas, como as armadoras e alas Adriana Santos, Silvinha, Helen, Janeth, Adrianinha e Claudinha. "Acho que o Barbosa (o técnico Antônio Carlos Barbosa) terá um bom problema para escolher as atletas." Rodada - O Paulista, que conta com nove equipes, terá nesta terça-feira quatro jogos, às 20 horas. Ourinhos, o atual campeão, recebe o Sundown Bike/Jundiaí, reforçado da pivô Regina Casé e da ala Haide. Já o Santo André recebe o Carapicuíba, que estréia. A Unimed/Americana, das irmãs Helen e Silvinha Luz, que conquistou o Torneio Início no fim de semana, pega o Araçatuba, em Americana. E, em São Caetano do Sul, a Santa Maria enfrenta o Guarulhos. Sérgio Negrão, gerente de Esportes do BCN, explica que o fato de ter um time no Estadual, não significa que o clube disputará o Campeonato Nacional, previsto para o segundo semestre de 2002. "O BCN não terá time adulto e não jogará o Nacional. Nossa filosofia é formar cada vez mais atletas para a seleção brasileira", adiantou. Além dos núcleos de formação, o BCN, que na temporada passada não tinha time no adulto, conta com equipes em todas as categorias de base, de pré-mini a juvenil. Só em Osasco, são 1.200 meninas beneficiadas nos núcleos. Outras cidades, como Mogi das Cruzes (300 crianças), São José dos Campos (150), Rio (50) e Niterói (150) estão no projeto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.