Bira recebe as últimas homenagens

Vai ser enterrado no final da tarde desta sexta-feira, no Cemitério Parque das Flores, em São José dos Campos, o ex-jogador de basquete Ubiratan Maciel. Ele faleceu aos 58 anos, na última quarta-feira, em Brasília (DF), vítima de falência múltipla dos órgãos. A família de Bira, como era conhecido o consagrado jogador do esporte brasileiro, escolheu a cidade de São José dos Campos para seu enterro, já que foi no município que ele encerrou sua carreira, como profissional, no Tênis Clube. Bira também teve outra importante atuação no Trianon Clube, em Jacareí, entre as décadas de 60 e 70. O corpo do ex-atleta saiu de Brasília às 13h em direção ao aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, de onde seguiu escoltado por abatedores da Policia Militar do Estado de São Paulo, pela Rodovia Carvalho Pinto, até a cidade de São José dos Campos para ser velado na Câmara Municipal. O corpo chegou ao local por volta das 17h10, onde era aguardado por parentes e amigos.Os três filhos do primeiro casamento, Ubiratan Junior, Luciano e Paula, acompanharam o corpo do pai durante o translado. A mulher Deusa e a filha Ana Rita ficaram em Brasília. "Deusa estava muito abalada e disse que não tinha condições de acompanhar o velório", afirmou o amigo, parente e médico do ex-atleta, João Manuel. Segundo o médico, doze atletas do basquete confirmaram presença no velório, entre eles, Oscar Schmidt, Hélio Rubens, Marquinhos e Marcel.Comoção - A morte de Bira foi recebida com muita comoção em São José dos Campos. Ex-companheiros de quadras e autoridades fizeram questão de aguardar a chegada do corpo na Câmara Municipal. O atual técnico do Tênis Clube, Zé Geraldo, lamentou saudosamente a morte. "Por doze anos jogamos juntos. Para mim, ele era um amigo que eu vou lembrar sempre como um grande exemplo. Infelizmente, depois que Bira parou de jogar, parece que o país se esqueceu dele".O maior reboteiro do país chegou a dar para São José dos Campos o título de capital do basquete na época em que atuava no Tênis Clube, como jogador, e também entre 1983 e 1985, quando trabalhou como técnico.Por este motivo, o prefeito de São José dos Campos, Emanuel Fernandes (PSDB) decretou três dias de luto oficial na cidade em homenagem ao atleta Ubiratan Maciel.Legado - Para seu filho Júnior, o pai deixa duas grandes marcas para o País e para a família: a de um homem humilde, de grande caráter e de um jogador determinado, com muita força de vontade e fibra para vencer. "É desta forma que vamos lembrar sempre do nosso pai". Ele conta com saudade, a época em que Bira foi convidado para atuar no basquete internacional, mas não aceitou por medo da família não se adaptar. "Por duas vezes, em 1966, ele negou convites do Real Madrid, na Espanha, e da NBA, nos Estados Unidos. Depois, em 1970, aceitou ir para a Itália com a família para defender o Veneza, onde foi condecorado como o maior reboteiro", afirmou Ubiratan Junior, de 37 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.