Blake Griffin é descartado de treinos e amistosos e deve ficar fora da Olimpíada

A seleção norte-americana masculina de basquete deve perder mais uma importante peça para a disputa da Olimpíada deste ano, no Rio. O ala/pivô Blake Griffin, do Los Angeles Clippers, perderá os treinos e os amistosos do país por conta de um problema físico e, com isso, também não deverá ter condições de disputar os Jogos no Brasil.

Estadão Conteúdo

06 de maio de 2016 | 19h32

O próprio Clippers anunciou nesta sexta-feira que Griffin foi excluído da lista de jogadores dos Estados Unidos para a preparação para a Olimpíada. O comunicado da franquia, no entanto, não deixou claro se o astro ainda tem esperanças de disputar os Jogos.

Griffin voltou a lesionar o tendão do quadríceps da perna esquerda na semana passada, quando defendia o Clippers nos playoffs diante do Portland Trail Blazers. O jogador precisou ser submetido a uma cirurgia no último dia 27 e, por isso, ficará afastado.

Griffin já havia sofrido esta mesma lesão em dezembro do ano passado, no duelo diante do Los Angeles Lakers no dia de Natal. Este problema o tirou de 41 partidas do Clippers na temporada regular da NBA.

Agora, ele deve se juntar a seu companheiro Chris Paul, que fraturou a mão e já havia anunciado que não viria ao Rio para passar mais tempo com a família. Além deles, os Estados Unidos não terão na Olimpíada o armador John Wall e o ala/pivô Anthony Davis, também lesionados.

O técnico da seleção, Mike Krzyzewski, convocou 31 nomes em uma lista prévia para a Olimpíada, dos quais 12 serão de fato inscritos nos Jogos. E apesar dos desfalques, os Estados Unidos virão ao país com astros como LeBron James, Stephen Curry, Kevin Durant, Carmelo Anthony, Kawhi Leonard, entre outros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.