Willian Oliveira/NBB
Willian Oliveira/NBB

Botafogo bate Corinthians e final da Liga Sul-Americana de basquete terá 3º jogo

Time carioca havia perdido o primeiro confronto, mas conseguiu empatar a série

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de dezembro de 2019 | 23h20

O campeão da Liga Sul-Americana de basquete masculino será conhecido na terceira e última partida da série melhor de três da final. Nesta quinta-feira, no ginásio Wlamir Marques, em São Paulo, o Botafogo superou o Corinthians por 74 a 64 e, após perder no Rio, deixou tudo igual na decisão.

Os times se enfrentam nesta sexta-feira, no mesmo local, às 21h30, para definição do título. O destaque do jogo foi o americano Jamaal, que teve uma atuação quase impecável no ataque. O armador anotou 25 pontos, com 80% de aproveitamento nos arremessos de quadra e 100% nas bolas de três (5-5).

O Botafogo entrou para o tudo ou nada logo no primeiro quarto. Com uma marcação agressiva e um bom trabalho coletivo no ataque, o time do técnico Léo Figueiró teve um período quase perfeito e fechou com 12 pontos de vantagem (27 a 15) em uma bola de três pontos de Coelho.

No segundo quarto, quando o Corinthians equilibrou o jogo, Jamaal entrou em ação. O americano esteve impecável, com 100% nos arremessos de quadra (5-5), sendo quatro acertos em bolas de três pontos. O armador, que fechou o primeiro tempo com 17 pontos, só pecou no lance livre, convertendo apenas três de cinco tentativas (60%). A equipe carioca fez 21 a 20 na parcial e foi para o intervalo com 13 de vantagem: 48 a 35.

O Corinthians tentou reagir na volta para o segundo tempo. Fuller liderou o ataque, anotando sete pontos consecutivos. Mas Jamaal continuava impossível pelo lado do Botafogo. Cauê também converteu duas bolas de três importantes para o time carioca vencer mais uma parcial (17 a 11) e ampliar o placar para 65 a 46.

Uma cena logo no começo do último quarto exemplificou o que foi o sentimento do Corinthians no jogo: frustração. Arthur Bernardi pegou um rebote ofensivo e anotou mais dois pontos em um tapinha. Ricardo Fischer, que foi superado no lance, puxou o adversário e o derrubou, cometendo falta antidesportiva.

O Corinthians ainda esboçou uma reação nos minutos finais do último quarto. Aproveitando a desconcentração do Botafogo, o time da casa diminuiu a vantagem para apenas 10 pontos, venceu a parcial por 16 a 9, mas o jogo já estava decidido.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.