José Jiménez/Divulgação
José Jiménez/Divulgação

Brasil atropela seleção do Paraguai na estreia do Pré-Olímpico

Sempre na frente, seleção feminina vence paraguaias por 117 a 34

AE, Agência Estado

24 de setembro de 2011 | 20h40

NEIVA - Faltou pouco para a seleção brasileira feminina de basquete chegar a uma marca história. Neste sábado, em Neiva, na Colômbia, na abertura do Pré-Olímpico das Américas, o Brasil venceu o Paraguai por 117 a 34, a apenas 17 de fazer uma centena de pontos de vantagem sobre as rivais. Há pouco mais de um ano, na semifinal do Campeonato Sul-Americano, a vitória havia sido por 114 a 61.

O grande destaque da seleção brasileira foi a pivô Érika, que não sentiu o cansaço, muito menos a falta de entrosamento. Nos 21 minutos em que ela ficou em quadra, marcou 18 pontos e pegou nove rebotes, sendo cinco ofensivos. A jogadora, estrela desta equipe, deixou o seu time, o Atlanta Dreams, nas finais de conferência da WBNA, e só pôde viajar para se juntar ao grupo brasileiro 48 horas antes da estreia da seleção - limite imposto pela Fiba. Como o voo atrasou e ela perdeu a conexão para Neiva, Érika viajou mais de 500 km de van para chegar à cidade sede do Pré-Olímpico. Fez um treino e foi para o jogo.

"Já conheço a maioria das meninas, já estava preparada. Acho que o que passou ontem (sexta). passou. Eu tinha que estar focada para o jogo de hoje. Foi um jogo fácil, e o importante agora é vencer amanhã e seguir vencendo", comentou Érika, ao fim do jogo. No domingo, o próximo compromisso é contra o Canadá, às 18h45 pelo horário de Brasília.

A partida contra as paraguaias, porém, não teve só boas notícias. A pivô Clarissa, de 23 anos, que foi a melhor jogadora da Copa Pitalito, torneio preparatório encerrado na quarta-feira, na Colômbia, sofreu uma lesão no joelho no jogo deste sábado e deixou a quadra chorando. Assim, virou dúvida para o restante da competição.

Diante da facilidade do Brasil em quadra, o técnico Ênio Vecchi pôde promover uma grande rotação na equipe. Todas as jogadoras participaram de pelo menos oito minutos de partida e todas pontuaram. Além de Érika, outros destaques da seleção foram Adrianinha (15 pontos) Palmira, Chuca e Micaela (13 pontos cada), além da jovem Damiris, MVP do Mundial Sub-19 e dona de 11 pontos e cinco assistências neste sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.