Giovanni Kleinübing/CBB
Giovanni Kleinübing/CBB

Brasil atropela Uruguai no primeiro amistoso preparatório para o Mundial

Vitória por 100 a 53 contou com o veterano Leandrinho como o cestinha da partida

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de agosto de 2019 | 23h55

Se preparando para o Mundial da China, que começa no próximo dia 31 de agosto, a seleção brasileira masculina de basquete atropelou o Uruguai por 100 a 53 em amistoso realizado na cidade de Anápolis (GO), nesta quinta-feira. Mesmo sem o pivô Anderson Varejão e o armador Marcelinho Huertas, poupados pelo técnico Aleksandar Petrovic, a equipe não teve maiores problemas na partida. 

Com apenas Alex Garcia entre os experientes no quinteto titular, o Brasil começou sufocando o Uruguai com uma defesa agressiva e um excelente aproveitamento ofensivo. Apesar de começarem perdendo por 2 a 0, o Brasil aproveitou os muitos erros do Uruguai no primeiro tempo, marcaram 18 pontos consecutivos e conseguiram levar uma vantagem de 53 a 25 para o vestiário.

No segundo tempo, o Uruguai voltou mais ligado no jogo, mas a seleção sul-americana conseguiu segurar sua vantagem graças a boas atuações individuais de Leandrinho, Didi, Benite e Bruno Caboclo, que lideraram o jogo nas estatísticas. 

"A atuação do grupo todo foi bem bacana, e por se tratar de um primeiro jogo gostei muito da nossa atuação. Mesmo com alguns erros, senti que a equipe está firme e sincronizada", comemorou o veterano ala/armador Leandrinho, que joga no Minas Tênis Clube da NBB e foi o cestinha da partida com 20 pontos.

"Como primeiro teste achei que tivemos um saldo bem positivo. Apostei em um quinteto jovem, apenas o Alex de experiente no início do jogo, e abrimos 18 a 0. Porém, mesmo com a vitória, sabemos que o Uruguai não é uma referência do que o Brasil vai encontrar na Copa do Mundo", alertou Petrovic após a partida. 

Os dois países voltam a se enfrentar no sábado, às 20h, na Arena Guilherme Paraense, em Belém (PA), no último teste do Brasil antes de embarcar para a China.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.