Twitter Oficial / CBB
Twitter Oficial / CBB

Brasil cai no grupo de Grécia, Montenegro e Nova Zelândia no Mundial de Basquete

Seleção brasileira pode ter que enfrentar estrelas da NBA como Giannis Antetokounmpo e Steven Adams

Redação, Estadão Conteúdo

16 de março de 2019 | 09h22

O sorteio dos grupos do Mundial de Basquete, que acontecerá este ano na China, não foi dos melhores para a seleção brasileira. A cerimônia realizada neste sábado, em Shenzhen, reservou uma chave complicada para os comandados de Aleksandar Petrovic para a competição que acontecerá do dia 31 de agosto a 15 de setembro.

Se não terá como adversário na primeira fase as grandes potências do basquete na atualidade, como Estados Unidos, Espanha, Sérvia ou França, o Brasil terá de encarar dois europeus. A seleção caiu no Grupo F do torneio, que será disputado na cidade de Nanquim, ao lado de Grécia, Nova Zelândia e Montenegro.

A principal força da chave é sua cabeça de chave, a Grécia, país que tem muita tradição no basquete. Vice-campeã em 2006, quando caiu para a Espanha, a equipe pode se tornar uma das candidatas ao título na China se Giannis Antetokounmpo, um dos principais nomes da NBA, disputar o Mundial.

Diante da força da Grécia, o Brasil deve lutar pela segunda vaga da chave à fase seguinte do torneio e terá Montenegro como principal adversário nesta tarefa. A equipe europeia é herdeira da escola iugoslava de basquete e pode ficar ainda mais forte se tiver a presença do pivô Nikola Vucevic, destaque do Orlando Magic na temporada da NBA.

Em teoria, o time mais fraco da chave é a Nova Zelândia, mas a equipe da Oceania também tem tradição em Mundiais - chegou a ser quarta colocada em 2002, em Indianápolis - e pode ganhar força se contar com seu principal jogador na NBA, o pivô Steven Adams, do Oklahoma City Thunder.

Favoritos ao título, os atuais bicampeões Estados Unidos estão no Grupo E, ao lado de Turquia, República Checa e Japão. Já a Espanha, campeã em 2006, pegará na primeira fase Irã, Porto Rico e Tunísia, na chave C.

Os dois primeiros colocados de cada grupo vão se classificar para a segunda fase do Mundial, na qual os 16 times restantes serão divididos novamente em quatro chaves. Mais uma vez, classificam-se os dois primeiros colocados de cada grupo para a fase de quartas de final. O torneio dá sete vagas diretas à Olimpíada de Tóquio, em 2020, além de outras 16 para o Pré-Olímpico Mundial.


Confira os grupos do Mundial de Basquete:

Grupo A - Costa do Marfim, Polônia, Venezuela e China

Grupo B - Rússia, Argentina, Coreia do Sul e Nigéria

Grupo C - Espanha, Irã, Porto Rico e Tunísia

Grupo D - Angola, Filipinas, Itália e Sérvia

Grupo E - Turquia, República Checa, Estados Unidos e Japão

Grupo F - Grécia, Nova Zelândia, Brasil e Montenegro

Grupo G - República Dominicana, França, Alemanha e Jordânia

Grupo H - Canadá, Senegal, Lituânia e Austrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.