Brasil deve ficar sem Nenê no Mundial de basquete

O pivô Nenê Hilário não deve mesmo se integrar à seleção brasileira masculina de basquete para o Mundial do Japão, de 19 de agosto a 3 de setembro. Ele desembarcou no domingo nos Estados Unidos, onde acerta detalhes do seu contrato com o Denver Nuggets da NBA - US$ 60 milhões (cerca de R$ 132 milhões) por mais seis anos, segundo o jornal ?Rocky Mountains?. Enquanto isso, nem a CBB e nem o técnico Lula Ferreira sabem se o jogador vai se apresentar com o restante do grupo para os treinos que começam na quinta-feira, no Rio. Em entrevista ao jornal de Denver, Alex Santos, assistente de Nenê, diz que o jogador está se ?sentindo bem e feliz? - o pivô se casou no início do mês com Meleana Antuanes. E espera que ele volte a treinar nos ?próximos dias? nos Estados Unidos, após longa recuperação de cirurgia no joelho direito realizada no fim do ano passado, por ruptura de ligamentos. Nesta terça-feira, no entanto, Lula Ferreira deve anunciar a lista de convocados para o Mundial e a expectativa é pela presença de Nenê. A seleção brasileira estréia contra a Austrália no dia 19 de agosto, pelo Grupo C, com sede em Hamamatsu. Na primeira fase ainda enfrenta Catar (dia 20), Turquia (22), Grécia (23) e Lituânia (24). No domingo, o Brasil conquistou o título do Campeonato Sul-Americano, em Caracas. Do time que foi à Venezuela, cinco atletas devem se juntar aos jogadores que atuam na NBA e na Europa, como Leandrinho, Anderson Varejão, Rafael ?Baby? Araújo, Guilherme, Tiago Splitter e Marcelinho. Antes da viagem para o Japão, a seleção dará seqüência à preparação para o Mundial com quatro jogos amistosos contra a Nova Zelândia, com estréia no domingo, às 14 horas, no Rio de Janeiro. Depois, os times jogam em Brasília (terça-feira), Rio Claro (quinta-feira) e São Paulo, no ginásio do Paulistano (sexta-feira). Em seguida, participam de torneio na Argentina - o Super Four -, de 30 a 1º de agosto, e da Copa Stankovic, na China, de 10 a 15 de agosto.

Agencia Estado,

17 Julho 2006 | 19h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.