Brasil é bronze no Mundial Sub-19 Feminino de Basquete

A seleção brasileira feminina sub-19 de basquete alcançou um feito histórico neste domingo, no Chile. O time comandado por Luiz Cláudio Tarallo superou a Austrália por 70 a 67 e faturou uma inédita medalha de bronze no Mundial da categoria, mostrando que nem tudo está perdido no basquete brasileiro. Este foi o primeiro pódio do Brasil em nove edições. Antes, a melhor posição havia sido o quarto lugar de 1997, em Natal, num time que tinha Micaela e Adrianinha.

AE, Agência Estado

31 de julho de 2011 | 19h35

O grande nome brasileiro na decisão do bronze e em toda a competição foi Damiris Dantas, atleta do Divino Jundiaí (o mesmo que revelou Paula). Neste domingo, ela ficou os 40 minutos em quadra, fez 26 pontos e pegou 13 rebotes, melhorando a média dela na competição, que era de 20,2 pontos e 12,5 rebotes por partida, liderando as duas estatísticas no Mundial.

A vitória teve um gostinho especial. Os dois times já haviam se enfrentado na última partida da segunda fase. Na ocasião, a Austrália fez um péssimo segundo tempo de jogo e perdeu por 75 a 47. Se fosse derrotada por mais de 22 pontos, iria para o lado mais fácil da chave de mata-matas, jogando o Brasil para enfrentar Rússia e Estados Unidos. Conseguiu o que queria. Nas semifinais, perdeu para a Espanha e agora acaba a competição sem medalhas.

O Brasil fez excelente campanha no torneio. Estreou vencendo a Espanha (que decide o título contra os Estados Unidos, logo mais) e depois superou Eslovênia, Taiwan e Chile. Caiu frente à França, mas em seguida se recuperou batendo a Austrália. Nas quartas de final, venceu a Rússia. Parou, porém, nos Estados Unidos, nas semifinais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.