Brasil humilha o Uruguai no Sul-Americano de Basquete

Jogo da segunda rodada do Grupo B do torneio terminou com placar de 95 a 30 e com Patrícia sendo cestinha do jogo, com 18 pontos

Estadão Conteúdo

15 de agosto de 2014 | 22h01

O jogo foi praticamente um "treino de luxo". Sem qualquer dificuldade, a seleção feminina de basquete humilhou o Uruguai por 95 a 30 (51 a 11 no primeiro tempo), nesta sexta-feira, pela segunda rodada do Grupo B do Sul-Americano, que está sendo realizado na cidade de Ambato, no Equador. Patrícia terminou como a cestinha do jogo com 18 pontos, seguida de Tainá (17) e Isabela Ramona (13).

Agora, o Brasil, que é comandado pelo técnico Luiz Augusto Zanon, joga neste sábado contra o Equador, às 22 horas (de Brasília), para confirmar a liderança da chave e avançar em primeiro às semifinais. Além do título, o Sul-Americano vale vaga no Torneio Pré-Olímpico e nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá - ambos em 2015.

Zanon levou uma equipe jovem para o Equador, com média de idade de 24,3 anos, desfalcada das três principais jogadoras do Brasil na atualidade - Érika, Damiris e Nádia, que estão nos Estados Unidos jogando na WNBA. Além disso, ele admitiu que encara o Sul-Americano como uma preparação para o Mundial da Turquia, que começa no dia 27 de setembro.

O Sul-Americano irá classificar os quatro primeiros colocados para o Torneio Pré-Olímpico e os três melhores para os Jogos Pan-Americanos de Toronto. Depois da disputa no Equador, o Brasil continuará a sua preparação na Europa, onde atua em dois torneios internacionais. Joga em Istambul, na Turquia, de 22 a 24 deste mês, e na sequência em Limoges, na França, de 26 a 30.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteTorneio Sul-Americano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.