Ronaldo Schemidt
Ronaldo Schemidt

Brasil joga mal, mas vence a primeira na Copa América

Seleção masculina de basquete derrota República Dominicana

Estadão Conteúdo

01 de setembro de 2015 | 22h13

Derrotado na estreia da Copa América Masculina de Basquete, o Brasil conseguiu a reabilitação nesta terça-feira, mesmo sem jogar bem. Contando com mais uma boa atuação do ala Marquinhos, a equipe do técnico Ruben Magnano fez 71 a 65 na frágil República Dominicana, na Cidade do México, pela segunda rodada do Grupo A.

O rival desta terça, entretanto, não deve brigar para chegar sequer à semifinal da competição, enquanto o Brasil chegou à Copa América credenciado pelo título dos Jogos Pan-Americanos. Na segunda-feira, na estreia, os dominicanos levaram quase 20 pontos do México, perdendo por 84 a 66. O Brasil perdeu do Uruguai.

Nesta terça, a República Dominicana passou boa parte do primeiro quarto em vantagem, mas a parcial terminou empatada em 16 a 16. Assim que começou o segundo quarto, o Brasil passou à frente e não foi mais ultrapassado, abrindo 13 pontos na saída para o intervalo: 45 a 32.

O ritmo do time de Ruben Magnano seguiu forte por mais quatro minutos. Depois, despencou. Nos seis minutos seguintes do terceiro quarto, o Brasil fez míseros dois pontos. A vantagem, que era de 20, chegou a cair para 11.

O cenário não melhorou no último quarto, a ponto de o time brasileiro só conseguir marcar oito pontos num combinado de 10 minutos. Menos mal que a República Dominicana demorou a reagir. Só a menos pouco mais de um minuto do fim do jogo é que a diferença caiu para uma casa decimal. Aí já era tarde.

Cestinha do Brasil, Marquinhos fez 17 pontos e ainda colaborou com duas assistências. Benite voltou a ter baixo aproveitamento dos arremessos (sete de 24), mas anotou 13 pontos. Ricardo Fischer saiu bem do banco e terminou a partida com 10, mesma pontuação de JP Batista.

Com o convite confirmado para os Jogos Olímpicos, o Brasil joga a Copa América sem pensar na vaga olímpica. Por isso, não estão na Cidade do México os principais jogadores do país, entre eles Anderson Varejão, Leandrinho, Nenê, Tiago Splitter, Bruno Caboclo, Raulzinho, Lucas Bebê (todos da NBA), Marcelinho Huertas (estaria negociando com o Los Angeles Lakers), Rafael Hettsheimer, Larry Taylor (pediram dispensa) e Alex (foi poupado).

O Brasil volta a jogar na quarta-feira, contra o México, e na sexta joga contra o Panamá. Os quatro primeiros de cada chave avançam para jogar contra os quatro melhores da outra chave. Aí, as quatro equipes que tiverem mais pontos fazem as semifinais.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteCopa América de Basquete

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.