Fiba/Divulgação
Fiba/Divulgação

Magnano reclama da falta de pontaria da seleção brasileira

Brasil perde de Porto Rico por 79 a 66 na Copa Tuto Marchand

Estadão Conteúdo

24 Agosto 2015 | 08h41

Em preparação para a Copa América de Basquete, que acontecerá a partir da semana que vem no México, a seleção brasileira masculina estreou muito mal na Copa Tuto Marchand, tradicional torneio amistoso que acontece em Porto Rico em 2015. Em San Juan, os comandados de Rubén Magnano se mostraram em dia irreconhecível no ataque e caíram diante dos donos da casa por 79 a 66, na noite do último domingo.

O time brasileiro sofreu muito com a falta de pontaria, tendo acertado somente 38% dos arremessos de quadra (25 de 65), contra 52% (28 de 54) dos porto-riquenhos. Em bolas de três pontos, o aproveitamento foi ainda pior: 12% (três de 25), contra 15% (dois de 13) dos donos da casa, que também sofreram no fundamento. Este péssimo desempenho ofensivo deixou Magnano bastante irritado.

"Infelizmente o Brasil não mostrou a sua cara e, com certeza, foi o jogo de menor percentual de aproveitamento de arremessos que tivemos na temporada. Também foi uma virtude de Porto Rico, que fez uma boa defesa e nos impediu de tomar boas decisões no ataque", declarou.

Um dos poucos destaques brasileiros na partida foi o pivô JP Batista, que saiu do banco de reservas para anotar 19 pontos. Augusto Lima ainda contribuiu com 14. Pelo lado porto-riquenho, Renaldo Balkman, autor de 16 pontos, foi o cestinha. Jorge Díaz, com 13, Carlos Rivera, com 11, e Devon Collier, com 10, também se mostraram em bom dia.

"Infelizmente o que vem sendo a nossa identidade na temporada não funcionou como deveria, que é a defesa. No primeiro período permitimos que eles abrissem uma vantagem de dez pontos (23 a 13). No segundo quarto melhoramos, fizemos 22 a 12 e o primeiro tempo terminou empatado em 35 a 35. Chegamos a liderar o placar nos últimos dez minutos, mas a gente falhou bastante no ataque e a bola de três não caiu. Ninguém gosta de perder e fica a lição do que precisamos melhorar", comentou JP Batista.

Nesta segunda-feira, às 18h45 (de Brasília), o Brasil volta à quadra para enfrentar o Canadá. Na sequência, terá pela frente Argentina e República Dominicana. A Copa Tuto Marchand é disputada em turno único, todos contra todos, e o campeão será quem somar mais pontos.

É com esta mesma seleção que o Brasil vai para a Copa América, que serve também como Pré-Olímpico. Por já ter vaga garantida nos Jogos do Rio - é o país-sede e depois de uma longa novela acertou o pagamento de uma dívida com a Federação Internacional de Basquete (Fiba) -, alguns dos principais nomes da modalidade, como Nenê, Leandrinho, Tiago Splitter, Anderson Varejão e Marcelinho Huertas, ficaram de fora da convocação. A estreia no torneio será segunda que vem, contra o Uruguai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.