Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Brasil quer surpreender Dream Team

Ganhar dos Estados Unidos no basquete é missão das mais complicadas. E quando entra em quadra o famoso Dream Team, dos profissionais da NBA, a missão torna-se impossível. Ou quase. Com o lema de que ninguém é imbatível, a seleção brasileira estréia no 11º Torneio das Américas, o Pré-Olímpico de San Juan, em Porto Rico ? há três vagas para Atenas em disputa ?, diante dos americanos, às 23 horas (de Brasília), prometendo surpreender. ?Eles são os favoritos ao título, mas vamos jogar de igual para igual. Sabemos da força deles e também temos consciência do nosso potencial. Vamos jogar para ganhar e acho que podemos surpreender?, disse o ala Guilherme, destaque do time na conquista do ouro no Pan-Americano de São Domingos. O Brasil está no Grupo B, ao lado de EUA, Ilhas Virgens, República Dominicana e Venezuela. Para o duelo contra os EUA, o técnico Lula ganhou o reforço de Leandrinho e Nenê e ainda recebeu a boa notícia de que o rival não contará com o experiente pivô Karl Malone, dispensado por causa da morte da mãe. Esbanjando confiança, Lula comemorou quando soube que o primeiro rival em San Juan seria a equipe americana. ?Começar jogando contra os Estados Unidos é uma vantagem, porque eles não disputaram torneios com todos os jogadores. Como a primeira partida é sempre complicada, e eles costumam crescer durante a competição, será uma grande chance de ter uma boa estréia.? Outros jogos: Argentina x México; Venezuela x República Dominicana e Uruguai x Porto Rico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.