Brasil tenta esquecer derrota na estreia do Mundial

A seleção brasileira feminina de basquete decepcionou em sua estreia no Mundial da República Checa, ao perder para a Coreia do Sul por 61 a 60, nesta quinta-feira, em Brno. Após enfrentar dificuldades durante todo o jogo, falhando diversas vezes no ataque e na defesa, a ordem das jogadoras do Brasil é esquecer rapidamente da derrota, para conseguir a recuperação na sequência do campeonato.

AE, Agência Estado

23 de setembro de 2010 | 13h47

"Não era o resultado que queríamos na estreia, mas aprendemos a lição. O time teve um pouco de dificuldade, não conseguiu entrar no jogo. Mas não vamos mais pensar na partida de hoje", afirmou a ala/armadora Helen Luz. "Tem dia que o jogo não vai ser perfeito, mas temos que saber ganhar mesmo assim. A partida ia ser difícil, tínhamos consciência disso. Agora vamos esquecer o jogo de hoje e pensar no que teremos pela frente", concordou a pivô Alessandra.

Para o técnico espanhol Carlos Colinas, o maior defeito do Brasil na estreia foi a oscilação durante o jogo. "A Coreia tem um estilo de jogo bastante incômodo. Não mantivemos a regularidade, alternando em bons e maus momentos na partida. Tínhamos a última bola, mas infelizmente a vitória nos escapou", lamentou o comandante da seleção brasileira.

O Brasil terá a chance para se reabilitar na competição nesta sexta-feira, quando acontece a segunda rodada do Grupo C. A seleção enfrenta a fraca equipe de Mali, a partir das 15h15 (horário de Brasília), novamente em Brno.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteMundial FemininoBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.