Brasil vence Panamá e avança invicto na Copa América

Sem muita dificuldade, a seleção brasileira venceu o Panamá por 84 a 64, neste domingo, em San Juan, Porto Rico, na última partida da primeira fase da Copa América, que classifica os quatro primeiros colocados ao Mundial de 2010, na Turquia. O resultado mantém o Brasil com 100% de aproveitamento em quatro partidas e garantiu a primeira posição do Grupo B.

AE, Agencia Estado

30 de agosto de 2009 | 19h21

Favorito ao título, a seleção brasileira encontrou um Panamá disposto a incomodar, com jogadas duras debaixo do garrafão para desestabilizar os pivôs brasileiros. A tática deu certo nos dois primeiros quartos e a partida ficou acirrada, mas com pequena vantagem para o Brasil.

Como aconteceu em jogos anteriores, no entanto, os jogadores brasileiros mostraram boa capacidade de adaptação ao adversário e, numa troca constante de posição, conseguiram abrir no terceiro período, vencido por 28 a 14.

Apesar da vantagem de 20 pontos no placar, a equipe brasileira cometeu alguns erros. O técnico Moncho Monsalve viu, mais uma vez, a seleção fazer jogadas tolas e se precipitar com arremessos sem ângulo ou sem proteção no garrafão. Por outro lado, o rival também errava em demasia.

Com a vitória assegurada, Moncho Monsalve deu nova oportunidade para alguns reservas, que entraram em quadra durante o quarto período. JP Batista foi o destaque, com boa movimentação e quatro pontos.

O cestinha do jogo foi Leandrinho, com 17 pontos, e outros três jogadores terminaram a partida com mais de 10 pontos: Anderson Varejão e Marcelinho Huertas, com 15, e Tiago Splitter, com 10.

Outro destaque foi o aproveitamento nos arremessos de três pontos: 47%, com nove acertos em 19 tentativas. Já os lances livres voltaram a ser um problema, com aproveitamento de apenas 65%.

O Brasil volta a jogar na terça-feira, às 22 horas, contra o México, em sua estreia na segunda fase. Já o Panamá espera o término da rodada para saber sua colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.