Divulgação/CBB
Divulgação/CBB

Brasil vira no fim e vence México por 88 a 81 no Super Four de basquete

Time masculino se classificou para brigar pelo título contra a Argentina, que superou Uruguai

AE, Agência Estado

10 de agosto de 2013 | 18h40

ANÁPOLIS - A seleção brasileira masculina de basquete teve dificuldades acima das normais para vencer o México, por 88 a 81, na tarde deste sábado, pelo Super Four que está sendo realizado em Anápolis (GO). Com o resultado, se classificou para brigar pelo título domingo, contra a Argentina de Luis Scola, que fez 86 a 83 no Uruguai, mais cedo.

A vitória do time brasileiro só começou a se desenhar a 2min46s do fim do jogo, quando a equipe finalmente passou à frente do México, que liderou quase a partida toda. Em pouco mais de quatro minutos, os brasileiros saíram de uma desvantagem de seis pontos (79 a 73) para vencer com margem de sete, anotando 15 pontos contra dois dos mexicanos.

Nesse período, brilharam principalmente Caio Torres, Alex e Benite, que anotaram, respectivamente quatro, quatro e sete pontos. O pivô fechou o jogo como melhor brasileiro, com 19 pontos e 10 rebotes. Marcelinho Huertas também foi bem, principalmente pelas nove assistências. Já Cristiano Felício deu um grande passo para seguir com o elenco para a Copa América depois de anotar 10 pontos e pegar sete rebotes em apenas 14 minutos em quadra.

O Brasil começou o jogo com uma equipe mista, com Marcelinho Huertas, Larry Taylor, Alex Garcia, Rafael Mineiro e Caio Torres. No primeiro quarto, até liderou por alguns minutos, terminando a etapa empatado em 20 a 20.

No segundo quarto, os mexicanos se distanciaram, abrindo mais de 10 pontos. Os titulares voltaram, demoraram a engrenar, e o jogo foi para o intervalo com 49 a 45 para os visitantes. Já o terceiro quarto foi mais equilibrado e terminou com vantagem mexicana de cinco pontos: 64 a 59.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteSuper Four

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.