Brasileiros ficam fora do Hall da Fama do Basquete nos EUA

Ex-técnico Kanela e ex-jogador Ubiratan não são relacionados para a lista dos sete novos membros

Agência Estado,

07 de abril de 2008 | 18h26

O Brasil ficou fora do Hall da Fama do Basquete (versão norte-americana) em 2008. O anúncio dos sete novos membros foi feito nesta segunda-feira, em San Antonio, no Texas (EUA), e não contemplou o ex-técnico Togo Renan Soares (Kanela) e o ex-jogador Ubiratan Pereira Maciel, os dois brasileiros que estavam entre os 15 finalistas na eleição deste ano. Os Estados Unidos têm o Hall da Fama do Basquete desde 1959, sendo que apenas um brasileiro já conseguiu ser eleito até hoje: a ex-jogadora Hortência ganhou sua vaga em 2005. Enquanto isso, a Federação Internacional de Basquete (Fiba) criou seu próprio Hall da Fama no ano passado, quando três representantes do Brasil foram eleitos: Kanela, Hortência e o ex-jogador Amaury Pasos na primeira turma. Dessa vez, no entanto, Kanela e Ubiratan, ambos integrantes da vitoriosa seleção brasileira na década de 60, acabaram preteridos no Hall da Fama dos Estados Unidos. A lista de eleitos neste ano tem os ex-jogadores Hakeem Olajuwon, Patrick Ewing e Adrian Dantley, além dos técnicos Pat Riley e Cathy Rush, do empresário Bill Davidson e do narrador Dick Vitale. Os sete homenageados, eleitos por suas contribuições ao basquete, serão nomeados oficialmente no dia 5 de setembro, em cerimônia na cidade de Springfield, nos Estados Unidos, onde é a sede do Hall da Fama.

Tudo o que sabemos sobre:
NBAHall da Fama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.