Divulgação/NBB
Divulgação/NBB

Brasília vence Bauru e sai na frente nas quartas do NBB

Equipe do Distrito Federal ganha por 102 a 96 e leva a vantagem para o confronto em casa

AE, Agência Estado

20 de abril de 2010 | 22h10

O Universo/BRB/Financeira Brasília não se importou com o mando de quadra do GRSA/Itabom/Bauru na noite desta terça-feira para abrir 1 a 0 na série melhor de cinco partidas, válida pelas quartas de final do Novo Basquete Brasil (NBB). No interior paulista, o time do Distrito Federal venceu por 102 a 96 e agora leva a vantagem no confronto para a próxima partida, em casa.

Líder da fase de classificação, o Brasília fez um bom início de jogo em Bauru, terminando o primeiro quarto com 12 pontos à frente no placar. Mas a equipe anfitriã reagiu a partir do segundo período. Embalado pela boa atuação do norte-americano Larry, que marcou 26 dos seus 37 pontos no jogo após o intervalo, o Bauru encostou no marcador no fim da partida.

Com menos de cinco minutos restantes do último quarto, o Brasília vencia apenas por 88 a 84. No entanto, a experiência maior dos jogadores da equipe visitante fez a diferença. Liderado por Guilherme Giovannoni, Alex e Estevam, o time brasiliense conseguiu administrar a diferença apertada e confirmar a vitória fora de casa.

O melhor pontuador do Brasília foi mesmo Giovannoni. O ala marcou 26 pontos e ainda anotou um duplo-duplo, com mais 12 rebotes. O ala/armador Alex fez 22 pontos e o pivô Estevam contribuiu com 21 pontos. Pelo Bauru, além de Larry, o também norte-americano Jeff Agba foi outro a ir bem, terminando com 21 pontos marcados.

Para o Brasília, uma das missões mais complicadas nesta terça foi superar a atuação inspirada do ala/armador dos Estados Unidos. "É sempre uma tarefa difícil vencer o Bauru no ginásio deles. O Larry teve um excelente desempenho, mas soubemos controlar os outros jogadores da equipe deles e sair com a vitória", destacou Alex.

Já no Bauru ficou a decepção pela derrota, mesmo com a equipe indo bem. "Nosso time não jogou mal hoje, mas o Universo é uma equipe muito melhor. Tivemos mérito, brigamos. Só que é difícil jogar contra um time que possui seis ou sete jogadores de seleção brasileira. Vamos em busca da vitória em Brasília", disse o técnico Guerrinha, tentando manter o otimismo.

O segundo jogo da série entre Brasília e Bauru está marcado para esta sexta-feira, às 19 horas, no Ginásio da Asceb, na capital federal. Se vencer, o time do Distrito Federal ficará a uma vitória em casa da classificação, já que a terceira partida do confronto também será em Brasília.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBBBrasíliaBauru

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.