João Pires/LNB
João Pires/LNB

Campeão do NBB, Gustavinho deixa o Paulistano e acerta com o Flamengo

Treinador conquistou o título no último sábado contra o Mogi das Cruzes

Estadão Conteúdo

04 Junho 2018 | 15h58

O Flamengo anunciou nesta segunda-feira o seu novo treinador para a equipe de basquete. O clube carioca apostou em Gustavo de Conti, o Gustavinho, que conquistou no último sábado a décima edição do NBB com o Paulistano, após fechar a série melhor de cinco da decisão diante do Mogi por 3 a 1.

+ Após dois vices, Paulistano vence Mogi e conquista título inédito do NBB

"Eu e minha família ficamos muito felizes pelo convite do Flamengo, por tudo que o clube representa no basquetebol brasileiro e no esporte nacional, além de toda a estrutura que ele proporciona. Não é à toa que possui tantos títulos, um clube tão importante no Brasil e no mundo", declarou ao site do clube.

Gustavinho é um dos principais treinadores da nova geração do basquete. Ele tem apenas 38 anos e se destacou ao levar o Paulistano a grandes resultados, como o título do NBB e do Campeonato Paulista este ano, ambos inéditos, mesmo com o baixo custo de suas equipes. Por isso, considerou que cumpriu seu dever nesta passagem.

"Cumpri todos os meus objetivos no Paulistano, deixo o time com um título brasileiro e um paulista na mesma temporada, algo inédito por lá, e vou para o Flamengo pensando em mais títulos. As minhas ideias vão ao encontro com as do Flamengo, que é disputar títulos e fazer um trabalho de excelência", apontou.

Para este novo capítulo da carreira, Gustavinho assinou contrato por duas temporadas com o Flamengo. Apesar da juventude, ganhou espaço no cenário nacional e chegou a ser auxiliar de Rubén Magnano na seleção brasileira. Agora, terá a chance de voltar para "casa".

"Morar no Rio de Janeiro é uma volta para mim. Nasci na Tijuca, mas depois vim muito pequeno para São Paulo e estou muito feliz por voltar para minha cidade natal", celebrou o treinador.

Curiosamente, Gustavinho chega para substituir aquele que teve como uma espécie de "mentor". Afinal, o treinador iniciou a carreira como auxiliar de José Neto no Paulistano, há cerca de dez anos. Neto deixou o Flamengo após a eliminação nas semifinais do NBB, justamente diante do Mogi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.