Troy Taormina/USA Today Sports
Troy Taormina/USA Today Sports

'Carmelo lutou mais do que nunca, mas não funcionou', diz técnico do Rockets

Mike D'Antoni lamenta dispensa do ala da equipe texana, mas já elogia substituto em triunfo sobre o Warriors

O Estado de S.Paulo

16 de novembro de 2018 | 12h02

A passagem de Carmelo Anthony pelo Houston Rockets terminou sem brilho nesta semana. O ala de 34 anos, que outrora foi um dos melhores jogadores da NBA, foi dispensado pelo time do Texas por não conseguir um bom desempenho na equipe pela qual estreou nesta mesma temporada. E o seu agora ex-técnico, Mike D'Antoni, lamentou que o jogador não tenha conseguido voltar aos seus melhores momentos sob seu comando.

Carmelo veio de um ano já aquém do esperado pelo Oklahoma City Thunder, quando foi contratado para ser um dos pilares do time ao lado de Russell Westbrook e Paul George - que também era recém chegado na ocasião, vindo do Indiana Pacers. Dentro de quadra, no entanto, o jogador pouco fez e saiu de Oklahoma sem deixar muitas saudades.

Para o início desta temporada, no entanto, Melo aceitou o convite do Rockets para ser treinado por D'Antoni - que já havia sido seu técnico durante parte da sua passagem pelo New York Knicks, que durou de 2011 a 2017. Em baixa há alguns anos, ele via no time de James Harden e Chris Paul uma oportunidade de retomar a carreira que já se encaminha para o fim.

Não deu certo. Mesmo aceitando ser reserva - possibilidade que um ano antes o fez rir em sua coletiva de apresentação no Thunder - , Anthony pouco fez nos dez primeiros jogos do Houston na temporada - oito saindo do banco. A sua última partida foi a mais emblemática: na derrota para o Thunder fora de casa, ele fez apenas dois pontos, que inclusive não foram fruto de uma ação sua: convertidos em uma violação da defesa, que interceptou um arremesso seu com a bola já na trajetória descendente - nesta ocasião, os pontos são confirmados mesmo que a bola não tivesse a direção da cesta.

Oficialmente, Carmelo ainda aparece como integrante do Houston Rockets no site oficial da NBA. No entanto, o atleta foi dispensado e ainda não se sabe o que será feito com o seu contrato. Situação que Mike D'Antoni lamenta ver seu ex-comandado passar.

"Não funcionou. Ele tentou de tudo enquanto esteve aqui, mas não deu. Esteve genial enquanto permaneceu aqui. Simplesmente não funcionou por alguma razão", afirmou o técnico. "Só agradeço pelo seu profissionalismo. Foi bom, ele fez todo o possível para que funcionasse. Simplesmente não funcionou".

O treinador do Rockets diz ter visto um desencontro entre o estilo de jogo do atleta e o da equipe. "Verificamos que o nosso sistema de jogo não encaixava com o estilo dele. E não é justo para um (futuro integrante do) Hall da Fama desempenhar um papel que não era bom para ele", explicou.

Na noite desta quinta-feira, o Houston Rockets fez a sua melhor partida na temporada ao vencer o Golden State Warriors por 107 a 86. O triunfo foi o sétimo em 14 jogos até aqui. E ainda que lamentasse a dispensa de Carmelo, D'Antoni elogiou o seu substituto, o calouro Gary Clark. "Não importa que ele esteja lesionado, sempre irá para a quadra e dará o seu melhor", afirmou.

Carmelo Anthony iniciou sua trajetória na liga norte-americana pelo Denver Nuggets em 2003, onde ficou até ir para o New York Knicks. Principal estrela do time do Colorado, ele foi escolhido para o All-Star Game em dez das suas 15 temporadas como atleta profissional.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.