Catanduva abre 2 a 0 na decisão do Nacional Feminino

Em busca do inédito título, equipe bate Ourinhos no ginásio Monstrinho e agora joga por uma vitória em casa

AE, Agencia Estado

19 de janeiro de 2010 | 22h54

A equipe de Catanduva deu, nesta terça-feira, um grande passo para conquistar, de forma inédita, o título do Nacional Feminino de basquete. Com autoridade, mesmo fora de casa, o Açúcar Cometa/Unimed/Catanduva (SP) derrotou o Colchões Castor/FIO/Unimed/Ourinhos (SP) por 76 a 61 (40 a 28 no primeiro tempo), no ginásio Monstrinho totalmente lotado (mais de 2.100 pessoas), e abriu 2 a 0 na série melhor-de-cinco da decisão.

As duas equipes voltam a se enfrentar nesta quinta, às 20 horas, desta vez no ginásio Anuar Pachá, em Catanduva. O time da casa só precisa de mais uma vitória para levar o título. Ao Ourinhos, resta vencer para provocar a quarta partida, novamente em Catanduva, na sexta. Se necessário, o quinto duelo será no domingo, em Ourinhos.

A cestinha do jogo foi a ala/pivô Fabiana Oliveira, de Catanduva, com 17 pontos, enquanto que a principal pontuadora de Ourinhos foi a pivô Kelly Santos com 14 pontos, além de ter agarrado 10 rebotes.

"A nossa defesa mais uma vez foi fundamental para vencermos. Marcamos ainda melhor do que na primeira partida. Não tem como deixar de falar que ir para Catanduva com dois a zero na série nos dá uma certa tranquilidade. Sabemos que Ourinhos tem uma excelente equipe e não vão entregar o título de mão beijada. Temos que manter a cabeça no lugar e ter determinação para fechar a série em casa", comentou Fabiana.

"Estou muito disposta a virar essa série e acredito que temos condições. Agora é o momento do grupo se unir ainda mais para buscar as vitórias em Catanduva e trazer a decisão para Ourinhos. Estamos em desvantagem, mas não tem nada perdido", analisou Kelly.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.