Gaspar Nóbrega/Inovafoto
Gaspar Nóbrega/Inovafoto

CBB confirma José Neto como novo treinador da seleção feminina de basquete

Neto vai treinar a equipe nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, no fim de julho

Redação, Estadão Conteúdo

28 de maio de 2019 | 10h54

A Confederação Brasileira de Basketball (CBB) confirmou nesta terça-feira o nome de José Neto como o novo treinador da seleção brasileira feminina. Ele vai substituir Carlos Lima, que comandava a equipe desde 2017. Neto terá como primeira missão liderar a equipe nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, no fim de julho.

"O José Neto é o nome que confiamos para iniciar este novo ciclo com a seleção brasileira, pois é um profissional altamente capacitado, com um currículo vencedor, que vai ajudar bastante no fortalecimento do nosso basquete feminino. Além disso, é um treinador que conta com uma grande experiência em selecionados nacionais, o que também será altamente positivo nesse processo de reconstrução, pois temos plena ciência que este trabalho trará resultados importantes e positivos em médio e longo prazos", disse o presidente da CBB, Guy Peixoto Junior.

Neto chega à seleção com ampla experiência em clubes e também com passagens pela seleção masculina, na base e na equipe principal, como auxiliar. Pelo time masculino do Flamengo, ele conquistou 12 títulos, incluindo quatro troféus do NBB (2012/2013, 2013/2014, 2014/2015 e 2015/2016), um da Copa Intercontinental (2014) e um da Liga das Américas (2014). Sua última equipe foi o Levanga Hokkaido, do Japão, na temporada 2018/2019.

Pela seleção, foi auxiliar do técnico Rubén Magnano. Atuou nesta função nos Jogos Olímpicos de Londres-2012 e Rio-2016 e também nos Mundiais do Japão-2006, Turquia-2010 e Espanha-2014. Esteve na mesma função nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara-2011. E atuou como técnico da seleção sub-19 nos Mundiais da Sérvia-2007 e Letônia-2011.

"O propósito é trabalhar com excelência. Então teremos um desafio de aprimorar esse conceito no basquete feminino em todas as categorias. Isso demanda tempo, pois é um trabalho de reestruturação, criação e implementação de uma metodologia de trabalho. Ninguém faz uma reforma do dia para a noite, por isso estamos iniciando o processo com uma avaliação diagnóstica para poder colocar as ações em prática; depois disso iremos colher os resultados", explicou José Neto, ao comentar sua função na seleção.

"A ideia é de potencializar quem bravamente trabalha com o basquete feminino no Brasil. Com certeza iremos sempre com o que há de melhor, além de potencializar aquilo que pode ser melhorado também", disse o treinador.

Depois de liderar o time feminino no Pan de Lima, José Neto terá como tarefa conduzir a seleção no FIBA Womens AmeriCup (antiga Copa América). A competição vai conceder sete vagas no Pré-Olímpico das Américas, que será disputado em novembro e classificará quatro seleções para o Pré-Olímpico Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.