CBB recebeu dois 'não' antes de confirmar Ênio Vecchi

SÃO PAULO - Antes da confirmação de Ênio Vecchi, Hortência recebeu negativas de Janeth e de Luiz Augusto Zanon, técnico de Americana (SP), para o cargo de técnico da seleção feminina de basquete.

AMANDA ROMANELLI, O Estado de S. Paulo

28 de dezembro de 2010 | 08h27

"Eu não poderia deixar de chamar a Janeth para o cargo. Mas ela teve o bom senso de não aceitar agora", disse Hortência, sobre o convite para a assistente-técnica, que já foi "anunciada" como treinadora do ciclo até 2016.

Já o "não" de Zanon, que fez a transição do masculino para o feminino com sucesso, foi uma surpresa, diz a dirigente. "Eu juro que não esperava e até agora não entendi direito", afirmou Hortência. Zanon, que renovou contrato com Americana, alegou que a CBB (Confederação Brasileira de Basquete) oferecia um contrato a curto prazo e ele preferia não se arriscar.

Pela equipe do interior de São Paulo, Zanon realiza um ótimo trabalho. Em sete partidas pela primeira edição da Liga de Basquete feminino, Americana tem 100% de aproveitamento e está na liderança isolada da competição.

Veja também:

link Ênio Vecchi: não poderia recusar a seleção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.