Jae C. Hong /AP
Jae C. Hong /AP

Chris Paul brilha, Suns vencem Clippers e vão à final da NBA após 28 anos

Armador fez 41 pontos e deu oito assistências na vitória por 130 a 103, fora de casa

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de julho de 2021 | 07h43

Acostumado a ser o destaque do Los Angeles Clippers, Chris Paul foi o vilão da equipe na madrugada desta quinta-feira, na Califórnia. Em noite de grande atuação, ele comandou o Phoenix Suns na vitória por 130 a 103 e garantiu a sua equipe atual na final da NBA, o que não acontecia há 28 anos.

O armador de 36 anos defendeu os Clippers entre 2011 e 2017 e ajudou a elevar o nível técnico do time, que chegou a virar candidato ao título nos últimos anos. Em 2020, passou a defender o Suns e agora comemora o retorno da equipe às finais, o que não acontecia desde 1993, quando Charles Barkley liderou o Phoenix na derrota para o Chicago Bulls.

"Estou muito feliz por todos que estão ao meu redor. E os Clippers são a minha família também. Estes fãs, incluindo o (ator e torcedor inveterado dos Clippers) Billy Crystal, são minha família. Esta é uma equipe pela qual tenho o maior respeito, eu sempre serei um Clipper", declarou Chris Paul.

Paul e os demais colegas dos Suns levantaram o troféu do título da Conferência Oeste após selarem a vitória no confronto com os Clippers por 4 a 2 na série melhor de sete jogos. Pelo caminho, deixaram também o Los Angeles Lakers, de LeBron James, e o Denver Nuggets, de Nikola Jokic, eleito o MVP da temporada.

Na grande final da NBA, que começa no dia 8 de julho, os Suns, que não chegaram aos playoffs nos últimos dez anos, vão enfrentar os vencedores do confronto entre Milwaukee Bucks e Atlanta Hawks - a série está empatada por 2 a 2.

No último jogo contra os Clippers, os Suns dominaram do começo ao fim, com 41 pontos e oito assistências de Chris Paul. Devin Booker anotou 22 pontos, enquanto Deandre Ayton contribuiu com 15 pontos e 17 rebotes. Jae Crowder registrou 19 pontos. Pelo time de Los Angeles, os destaques foram Marcus Morris Sr. e Paul George, com 26 e 21 pontos, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.