Thomas Shea/USA Today Sports
Thomas Shea/USA Today Sports

Chris Paul diz que jogadores precisarão de semanas para poderem voltar a jogar

Armador do Oklahoma City Thunder afirma que muitos sequer jogaram basquete desde a paralisação do coronavírus

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2020 | 09h00

Com a NBA planejando o retorno às atividades nos próximos meses, tanto a liga como as franquias terão de incluir em seus planos 'pelo menos' três ou quatro semanas para que os jogadores se preparem para voltar em alto nível. É o que projeta Chris Paul, armador do Oklahoma City Thunder.

"Eu estou deixando vocês saberem... E eu não acho que a liga deva fazer isso de qualquer jeito. Mas se eles forem do tipo 'Ei, vocês têm duas semanas, e então vamos voltar', isso não vai acontecer", explicou o jogador durante uma videoconferência. Ele está em seu sétimo ano como presidente da Associação Nacional de Jogadores de Basquete.

"Isso não vai acontecer", esclareceu Paul sobre uma pronta volta dos jogadores à atividade. "Qualquer que seja a quantidade de tempo determinada, apenas saiba que os jogadores terão a contribuição, por assim dizer, porque somos nós quem está jogando. Isso vem em primeiro lugar.  Nunca queremos colocar os caras em uma situação em que o risco de lesões que seja maior do que antes."

Desde que a temporada da NBA foi suspensa em razão do novo coronavírus, muitos jogadores não tiveram acesso aos centros de treinamento ou sequer jogaram basquete. O próprio Paul disse que não fez um arremesso sequer desde que as medidas de segurança públicas foram tomadas no jogo do Thunder diante do Utah Jazz, no dia 11 de março.

James Borrego, técnico do Charlotte Hornets, disse a repórteres durante esta semana que acha que os jogadores vão precisar de 'múltiplas semanas' para voltar ao físico ideal para jogarem basquete. O comandante observou que, diferentemente das interrupções nos trabalhos anteriores, como uma temporada que foi interrompida por conta de salários, os atletas não estão fazendo atividades de 5 contra 5.

A ESPN americana apurou que um programa de 25 dias foi proposto onde cada jogador iria às instalações de seus times por 11 dias para treinos individuais, que incluem a medida de distanciamento social e então, se permitido pelas autoridades médicas, treinos com a equipe completa de duas semanas.

"Entendo que com o que temos lidado ultimamente, com inúmeras hipóteses, é difícil de dizer." disse Chris Paul quando perguntado quanto tempo seria necessário para que os jogadores da NBA ficassem em forma para jogar basquete em alto nível.

"Este é um caso que temos 450 jogadores na liga e estamos em uma situação como esta, onde alguns caras têm acesso a salas de musculação, e outros não", disse Paul. "Alguns caras têm acesso a facilidades de treino onde podem praticar isso ou aquilo. É por isso que, aconteça o que acontecer, nós sempre nos voltaremos aos jogadores."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.