Clippers reagem e empatam série com Thunder na NBA

Equipe de Los Angeles vence por 101 a 99 e série está empatada em 2 a 2

Agência Estado

11 de maio de 2014 | 20h22

LOS ANGELES - O Los Angeles Clippers chegou a ficar no fundo do poço neste domingo, perdendo em casa num jogo fundamental da série melhor de sete válida pelas semifinais da Conferência Oeste da NBA. Mas conseguiu uma reação incrível nos minutos finais e venceu o Oklahoma City Thunder por 101 a 99, deixando tudo igual no confronto: 2 a 2.

Se tivesse vencido neste domingo nos playoffs da liga norte-americana de basquete, o Thunder teria aberto 3 a 1 e poderia fechar a série já nesta terça-feira, quando volta a jogar em casa. Sabendo disso, os Clippers lutaram até o fim para evitar a derrota no Staples Center, o que acabou conseguindo, para delírio da sua torcida.

Liderado pelo astro Kevin Durant, que terminou com 40 pontos e sete rebotes, o Thunder chegou a abrir 22 pontos de vantagem no primeiro quarto e esteve praticamente todo o jogo em vantagem no placar. No último período, porém, os Clippers reagiram e emplacaram uma ótima sequência, quando faltavam apenas três minutos, e levou a vitória.

Para isso, os Clippers contaram com atuação decisiva do reserva Darren Collison, que marcou 10 de seus 18 pontos nos últimos 2 minutos e 58 segundos. Ele foi fundamental para conseguir a virada, mas o time de Los Angeles contou também com os 25 pontos e nove rebotes de Blake Griffin e os 23 pontos e 10 assistências de Chris Paul.

O Thunder ainda teve a chance da vitória na última bola, mas Russell Westbrook errou o arremesso de três pontos no estouro do cronômetro - mesmo com a falha na hora decisiva, ele terminou o jogo com 27 pontos, oito assistências e seis rebotes. Agora, o time de Oklahoma City volta para casa, com a missão de retomar a liderança da série.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBAClippersThunder

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.