COC e Bauru fazem 4º jogo do playoff

Para continuar sonhando em disputar a terceira final do Campeonato Brasileiro de Basquete Masculino, o COC/Ribeirão precisa vencer, nesta terça-feira, às 18 horas, no Ginásio da Cava do Bosque, em Ribeirão Preto, o Tilibra/Bauru, no quarto jogo do playoff semifinal da competição, para empatar a série e provocar o quinto e decisivo confronto entre ambos na quinta-feira, em Bauru. O jogo será transmitido pelo Sportv. "Jogamos bem os dois jogos fora e isso me deixa confiante na vitória", afirma o técnico do COC, Aluísio Ferreira, o Lula, que espera chegar à final contra a Uniara/Fundesport, de Araraquara, que garantiu a vaga, ao eliminar o Vasco, neste domingo, no Rio, fechando a outra série por 3 a 0. Lula, porém, poderá ter outro problema, além de Álvaro, contundido e já fora da competição. Alex torceu o pé direito no jogo de domingo, na derrota por 95 a 91, e preocupa. As possibilidadesdele atuar são pequenas, avisa Lula. "Ele é uma peça importante, pois um time de basquete tem no mínimo oito titulares", explica o treinador do time ribeirão-pretano. Outra preocupação de Lula é com o horário da partida, que poderá dificultar a presença da torcida. "Para nós, é indiferente, mas para o público o horário é ruim", diz ele. "Precisamos da torcida, pois a de Bauru funcionou, inclusive sobre a arbitragem", comentou Lula, esperando que a dupla de árbitros seja homogênea no quarto confronto. Para ele, um dos árbitros de domingo teve atuação duvidosa, marcando oito faltas do COC, fora do lance de bola. "O mesmo árbitro marcou as oito faltas e só contra nós, será coincidência?" Enquanto Lula e o técnico Guerrinha, do Bauru, brigam para garantir a segunda vaga da final, a Uniara está tranqüila e aguardando a definição do adversário. O técnico da equipe de Araraquara, João Marcelo Leite, vai assistir ao confronto desta terça-feira, na Cava do Bosque, para avaliar o futuro adversário. Nesta segunda-feira, Leite foi o único a não ter folga na Uniara, pois teve que comandar o time juvenil da universidade no Campeonato Paulista. Ele está feliz com o trabalhorealizado após assumir a vaga de Tom Zé, que se afastou por problemas de saúde e está voltando aos poucos às atividades. Leite disse que o time foi recepcionado por torcedores na noite de domingo, após a vitória por 87 a 76 sobre o Vasco, no Rio. E já pensa na reversão da terceira desvantagem, pois a Uniara foi a sexta colocada na fase de classificação. Bauru foi o primeiro e Ribeirão, o quarto. O vencedor terá vantagem na final.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.