COC fica a uma vitória do tricampeonato

O COC/Ribeirão Preto está a uma vitória do tricampeonato paulista masculino de basquete. Jogando em casa, a equipe venceu hoje o segundo jogo da série decisiva melhor-de-cinco contra o Corinthians/Mogi, por 92 a 84 (61 a 46), com 28 pontos do armador Nesinho e 21 do lateral Renato. Murilo, o principal marcador de Mogi fez 20 pontos. Com o resultado, o COC, que já havia ganho a primeira partida, em Mogi (por 80 a 68) abriu vantagem por 2 a 0 no playoff. A terceira partida será neste domingo, às 21 horas, novamente no Ginásio da Cava do Bosque, em Ribeirão Preto (com ESPN Brasil). O técnico Carlos Rodrigues, o Carlão, do Corinthians, reclamou do que chamou de "falta de critério" da arbitragem no fim do jogo. O Corinthians jogou muito mal no primeiro tempo, atrapalhado por uma marcação efciente de Ribeirão que foi para o intervalo com uma vantagem de 15 pontos (o time venceu o primeiro quarto por 29 a 20 e o segundo por 32 a 26). No terceiro quarto o Mogi tirou 12 pontos de vantagem (22 a 10) e no quarto ainda foi prejudicado por falhas na arbitragem. "A equipe foi muito apática no primeiro tempo, ficou carregada de faltas e isso não pode ocorrer. No terceiro ainda conseguimos ir bem, mas no quarto quarto, a simpatia pelo COC pode ter atrapalhado. O árbitro não deu dois tocos em que a bola bateu na tabela (seriam pontos). Quero trabalhar acreditando que minha equipe tem os mesmos direitos que os outros", disse Carlão. Para o pivô Márcio embora tenha duas vitórias, Ribeirão Preto tem de manter a concentração para ficar com o título. "Demos um bom passo em Mogi, e mais um agora e queremos fechar o playoff em 3 a 0. Mas, por incrível que pareça, duas vitórias ainda não é nada. Só se ganha o título com três." O técnico Aluísio Ferreira, o Lula, chamou a atuação de sua equipe de sofrível no terceiro quarto. "Não soubemos manter a diferença." Mas elogiou o fato de o time ter-se mantido focado para dominar o jogo no quarto e último período. As principais qualidades de seu time têm sido, segundo afirmou, "o conjunto e a defesa".

Agencia Estado,

17 de janeiro de 2004 | 19h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.