COC planeja homenagear Oscar

O ala Oscar, de 44 anos, poderá encerrar a sua carreira, oficialmente, nesta terça-feira à noite, no Ginásio da Unicoc, em Ribeirão Preto - o jogo começa às 20h30, com transmissão pelo Sportv. Isso ocorrerá se o COC/Ribeirão vencer, pela terceira vez seguida, o Flamengo/Petrobras, pelo playoff das quartas-de-final do Campeonato Brasileiro. O técnico do COC, Aluísio Ferreira, o Lula, diz que seria uma honra participar do último jogo de Oscar, mas quer atenção de seus jogadores para evitar surpresas, apesar da boa vantagem. ?É preciso ter respeito e admiração pelo Oscar, mas temos o nosso problema, que é o Flamengo como um todo", diz Lula. Apesar das vitórias anteriores - 107 a 81, no Rio, na sexta-feira (17), e 103 a 82, em Ribeirão Preto, domingo - ele não quer displicência. "O próprio COC, que tinha o Renato no time, teve duas vitórias de vantagem contra o Franca, em 1998, e perdeu o Campeonato Brasileiro, de virada", recorda o treinador. Para Lula, as diferenças de mais de 20 pontos nos dois últimos jogos nada garante ao COC. "Normalmente são jogos equilibrados, tanto que perdemos duas vezes para o Flamengo na fase de classificação." Lula não terá o armador Álvaro, que sofreu ruptura do músculo da panturrilha direita domingo e não deverá mais disputar a competição. Nezinho volta a ser o titular e o jovem Eric é a opção imediata no banco. "Confio no garoto", diz Lula. O técnico disse que se o COC estiver com a vitória garantida, no final, pedirá um tempo, mas não para dar orientações táticas. "Seria para a torcida aplaudir e reverenciar o Oscar durante um minuto", afirmou. "O Oscar é um ídolo, um guerreiro, tem espírito de vencedor e não aceitará fácil a derrota. Nós estamos tristes com a sua parada, imagine ele." Na fase de classificação, o COC entregou uma placa homenageando Oscar pelos serviços prestados ao basquete brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.